Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Hover Effects

TRUE
{fbt_classic_header}

Header Ad


Últimas Notícias:

latest

Ads Place

Assim como Lula, Bolsonaro também tem sua militância irracional, e isso é perigoso

Se Bolsonaro é conservador e defende os valores morais e cristãos , nosso dever como Cristãos seria apoiá-lo, no entanto, não tem como j...

Se Bolsonaro é conservador e defende os valores morais e cristãos, nosso dever como Cristãos seria apoiá-lo, no entanto, não tem como jorrar água doce e salgada da mesma fonte, assim como Bolsonaro - dizendo ser cristão e conservador - não poderia dar cargos importantes para homens alinhados com interesses esquerdistas e anticristãos. E vem daí a importância de estarmos inteiramente ligados quanto às posturas do presidente, para não prestarmos continência para tudo o que ele faz, e expor seus erros grotescos sempre que necessário.

São inúmeros os erros do presidente, em especial o da última semana, ao indicar um homem pró-aborto, contra a decretação de prisão em segunda instância, alinhado aos interesses da esquerda, e obviamente um homem contra os valores cristãos, um anticristo.

Um dos maiores apoiadores de Bolsonaro, o Pastor Silas Malafaia, abriu o verbo ao chamar de "absurdo vergonhoso'' a indicação do presidente para o novo cargo no STF.

O que está em jogo é o abandono do senso crítico por parte de alguns apoiadores de Bolsonaro, que ovacionam e idolatram tudo o que o mandatário faz sem ao mesmo lhes dar o direito próprio à dúvida.

Outro defensor ferrenho dos valores conservadores, tradicionais e cristãos é o blogueiro e escritor Júlio Severo, que em um artigo intitulado de: "Presidente Jair Bolsonaro fala sobre cristofobia na ONU e indica juiz pró-aborto para o Supremo Tribunal Federal'', expõe contradições do Bolsonaro acerca de suas condutas, onde descreveu a baixa produtividade do presidente em combater a agenda esquerdista no Brasil, como fazia antigamente.

Severo teceu críticas à Bolsonaro, lembrando que quem sempre estendeu as mãos pra ele foram os da frente evangélica, e que Bolsonaro estaria abandonando o que antes defendia. 

"Mesmo tendo apoiado Hugo Chávez na Venezuela, quando ele defendeu crianças em idade escolar contra a doutrinação homossexual, ele não recebeu apoio da Conferência Nacional dos Bispos Católicos do Brasil. Mas ele recebeu total apoio da Frente Parlamentar Evangélica.
Aliás, a luta contra o kit gay para alunos de escola tornou Bolsonaro famoso entre conservadores — embora sua luta hoje não seja tão forte quanto era no passado.'' (Acompanhe o artigo do Júlio Severo completo clicando aqui)

No mais, é válido deixar claro que eu sempre defendi Bolsonaro nas pautas que favoreceram os princípios cristãos, mas a partir do momento em que ele passa a se aliar à pessoas com tendência ao obscuro duvidoso, é melhor abrir bem os olhos e alertar quem ainda pensa em continuar dormindo.

E para os que insistem em continuar em idolatrar uma figura humana, que erra e comete excessos, vá em frente, só não se queixe depois de negligência por parte daqueles que enxergam muito bem.

Por Cezar Scholze