Page Nav

HIDE

Classic Header

{fbt_classic_header}

ÚLTIMAS:

latest

Falsos mestres fazem de igrejas objeto de negócios

Muito tem se falado acerca de falsos mestres, mas a primeira pergunta que faço é: Você consegue discernir quem é um falso mestre? É mui...


Muito tem se falado acerca de falsos mestres, mas a primeira pergunta que faço é: Você consegue discernir quem é um falso mestre?

É muito simples! Falsos mestres pregam sobre tudo; menos sobre santidade, arrependimento, conversão e salvação. Eles gostam de falar muito sobre o lado financeiro da vida, sobre como ser um homem de negócios, e ser próspero.

Com suas histórias de ascensão financeira, ou como homem de negócios, eles conseguem angariar milhões de seguidores prometendo um falso crescimento financeiro e assim, induzem tais fieis a doarem às vezes tudo o que têm.

Os falsos mestres jamais irão se preocupar com o crescimento espiritual, com a salvação e arrependimento dos pecados, eles querem que o povo acredite numa vida terrena confortável e cheia de privilégios celestiais. Ora, JESUS nos disse: "Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo".

É pecado ser um homem de negócios? Não, desde que você estude, trabalhe e dê o melhor de sí para sê-lo. Agora, fazer do evangelho um negócio rentável é totalmente pecaminoso, imoral, profano e anátema.


É um pecado tremendo achar que pastores passaram a ser homens de negócio através do evangelho. Por isso que desde a antiguidade o Apóstolo Pedro já nos alertara sobre tais situações, confira suas instruções:

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. 2 Pedro 2:1-3


Tomem cuidado com os tais mestres, "homens de negócios'', que tanto pregam sobre finanças nas denominações. Porque os tais são lobos devoradores e querem apenas arrancar o dinheiro das ovelhas.