Mídia vermelha e políticos corruptos destilam ódio contra Bolsonaro

Um comentário

por Cezar Scholze

Vocês devem ter acompanhado as últimas matérias propagadas pela grande mídia Folha de São Paulo, "Veja'', O GLOBO dentre outros dos maiores veículos de "desinformação'' do Brasil.

Para a grande mídia não importa se um candidato recebe ordens de dentro de um presídio assim como Beira Mar, que comandava o tráfico de dentro de uma penitenciária. Para a mídia, o problema é um candidato anticorrupção que pensa no bem estar de todo o povo brasileiro e não apenas de uma classe favorecida pelo crime organizado.

Ao decorrer da semana artistas de esquerda vinculados e comandados pela Rede Globo promoveram um manifesto contra o único candidato que não tem vínculo com partidos envolvidos em escândalos de corrupção. Bolsonaro tem sido covardemente atacado por muitas coisas inverídicas e que demonstram claramente que tais mídias - que obtém o monopólio "da verdade'' em nosso país - estão transparecendo um certo apreço pelo homem que mais roubou os brasileiros, o Lula.

Na véspera das eleições presidenciais a mídia resolveu ir em "1910'' buscar algo que tirasse a credibilidade de Jair Bolsonaro, mas parece que todas as investidas e manipulações não estão surtindo efeito, pois em nosso país de alguns anos pra cá a verdade tem prevalecido e vindo a tona.

Este cenário me lembra os 90% de Hillary e o 1% de Trump, e todos viram o que aconteceu com a esquerdista mentirosa na última eleição para presidente nos EUA.

No Brasil não é diferente, a mídia quer angariar os indecisos através de pesquisas um "tanto suspeitas'', mas se esqueceram de um pequeno detalhe, a mídia perdeu a força com o advento da internet e as pessoas passaram a discernir a diferença entre o "santo e o profano''.

Não adianta mais artistas globais vociferarem #Eelenão, pois o povo está acordando para a realidade, e sabe que na hora do aperto e da tragédia anunciada, não serão os artistas que irão salvá-los do olho do furacão. A Venezuela está aí como exemplo.

Portanto, a mídia tem medo assim como políticos e artistas de um eventual governo de Jair Bolsonaro, uns por causa da ideologia da libertinagem e promiscuidade, outros por medo de irem para trás das grades com uma justiça mais eficaz e independente.

Enquanto isso, tais artistas e políticos através da grande mídia "facke news'' pregam o ódio e incitam a violência através da "polarização'' entre a esquerda e a direita. Na realidade, quem promove a destruição e o ódio é justamente o fascismo enraizado na esquerda, o comunismo, o socialismo ditatorial e autoritário - aquele da Venezuela.

Um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários.

Comentem, mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas, porém desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão aceitos.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

Direção O CORREIO DE DEUS