Vereador quer exemplares da Bíblia em todas as bibliotecas e escolas

Nenhum comentário

O vereador, Júlio Obama Jr (PHS), criou um projeto de lei que prevê a utilização de exemplares da Bíblia em Bibliotecas e escolas de toda a cidade.

O projeto abrange bibliotecas públicas e privadas, incluindo escolas públicas e privadas também.

O PL 77/2018 segue agora para a avaliação da Comissão de Finanças, Orçamentos e Fiscalização Financeira da Casa.

O parágrafo único do decreto, prevê que os exemplares serão adquiridos através de doações se seus usuários, o que não geraria qualquer ônus aos cofres públicos.

O projeto prevê ainda, que cada estabelecimento deverá possuir um exemplar da Bíblia para pesquisas dos frequentadores.

Segundo o vereador em sua explicação, o projeto visa que a Bíblia faça parte do acervo das bibliotecas em se tratando de um livro histórico e sagrado, por tanto ela deveria fazer parte da biblioteca e estar ao alcance dos estudantes.

“Sabemos que iniciativas dessa natureza não vão contra o Estado Laico, garantido pela Constituição Federal, que em seu preâmbulo, os constituintes de 1988, promulgaram sob a proteção de Deus”, disse.

Na justificativa do decreto, o parlamentar diz ainda que o artigo 50 da Constituição garante a liberdade religiosa e que ele, como autor do projeto, não tem como intenção privilegiar apenas um tipo de religião, mas sim “oportunizar ao estudante mais uma fonte de estudo que às vezes não é oferecido ou disponibilizado em casa”, conforme o texto.

“É uma leitura universal, sendo apontado como o livro mais lido do mundo. Entendo como de grande importância que as nossas bibliotecas possuíam livros desse quilate, inclusive publicações que abordem assuntos de outras religiões”, afirmou. Com informações de G1

Por Cezar Scholze

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários.

Comentem, mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas, porém desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão aceitos.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

Direção O CORREIO DE DEUS