4,2 milhões de americanos abandonam a Igreja Católica em protesto ao Papa Francisco

Nenhum comentário

por Cezar Scholze

(O CORREIO DE DEUS) - O mais alto escalão de sacerdotes católicos estão envolvidos em escândalos de pedofilia e abuso sexual infantil. Isso já não tem mais como esconder, nem dos fieis e nem tampouco da mídia.

Em detrimento aos escândalos, a popularidade do papa Francisco caiu drasticamente, e isso fez com que milhões de americanos abandonassem o catolicismo romano.

O que mais afetou a igreja na visão dos americanos, foi a postura "esquerdista'' do pontífice, onde muitos conservadores ficaram enfurecidos com diversas atitudes que o pontífice tomou em relação aos escândalos e demais assuntos políticos envolvendo a igreja.

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos, mostrou que após Francisco ter assumido a igreja romana, mais de 4 milhões de americanos abandonaram o catolicismo romano, o que significa uma queda drástica e considerável.

A pesquisa feita pela Gallop, descobriu uma queda considerável de fieis entre o "reinado'' de Bento XVI e Francisco.

Nos primeiros anos em que Bento assumiu a igreja, aproximadamente 45% dos católicos assistiam a missa regularmente, essa média caiu para 39% após Francisco assumir o pontificado.

Os católicos que passaram a desaprovar Francisco dobrou, de 4% em 2014 para 9% em 2018 o que significa um aumento significativo em desaprovação e impopularidade.

Já os católicos que passaram a considerar Francisco liberal demais, subiu de 19% em 2015 para 34% em 2018.

Acredita-se que além dos inúmeros escândalos de corrupção e abusos sexuais infantis, a postura "esquerdista'' de Francisco tenha colaborado para que seu pontificado seja mais rejeitado pelo seu próprio povo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

SITE O CORREIO DE DEUS