O FILHO DE DEUS

Nenhum comentário

Muito se tem discutido a respeito da trindade ou de um DEUS que se manifesta de três formas diferentes ao mesmo tempo.

Confesso aos senhores que eu particularmente cheguei a uma concepção a respeito, sem consultar qualquer teólogo, ou visão de terceiros. Na realidade, este pensamento aflorou dentro de mim de forma natural a partir do momento em que eu passei a ‘’meditar’’ de forma sistemática sobre as escrituras.

Minha concepção acerca da palavra ‘’Filho de DEUS’’ é uma: JESUS CRISTO nascendo de um ventre materno. Na realidade, DEUS não criara ‘’qualquer homem DEUS’’ até então.

DEUS criou Adão como sendo homem comum e soprou em suas narinas o fôlego da vida. Já com JESUS foi diferente. DEUS colocou o gene diretamente no ventre sem precisar do mecanismo humano de fecundação. Sem precisar de um homem. DEUS concebeu o menino de forma sobrenatural utilizando um ventre comum.

Todos sabem que o menino que Maria esperava não era qualquer menino, pois se tratava do DEUS em carne vindo para entregar-se pelos homens; ''E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.'' (João 1:14)

Quando se utiliza o termo ‘’filho’’, refere-se ao plano humano de concepção. Os homens replicam-se e suas réplicas por nós, é chamado de filhos. Nós nos replicamos a nós mesmos, pois fomos criados para tal. Porém, DEUS de forma inédita e sobrenatural fez com que uma mulher em carne concebesse um homem DO ESPÍRITO SANTO. Por isso os termos Bíblicos fazem menção à CRISTO como sendo ‘’o princípio da criação’’, ou o ‘’filho unigênito de DEUS.’’ Eu crendo em um DEUS Onipotente, tenho a convicção de que JESUS -- como obra de salvação --, estava planejado antes mesmo de DEUS criar o homem. Por isso o termo; ‘’o princípio da criação’’, sendo que os homens foram feitos para ELE e para a Glória DELE.

As coisas foram feitas para a Glória deste CRISTO, que antes mesmo da criação do mundo, aguardava seu legado neste plano criado por ELE.

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio com Deus.
Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. (João 1:1-4)


Se o verbo que estava no princípio com DEUS, era DEUS, e todas as coisas foram feitas por ELE, sendo ELE a vida e a luz dos homens. Podemos afirmar categoricamente que no (versículo 14) está se tratando de JESUS CRISTO como sendo O DEUS PODEROSO E CRIADOR de todas as coisas.

O verbo sendo DEUS se fez carne e habitou entre nós ‘’como’’ a glória do unigênito Do Pai. Ou seja: Este ‘’como’’, está descrevendo uma comparação metafórica. ‘’Como a glória do unigênito do Pai’’, é uma alusão de que o Pai veio como filho através de um ventre materno.

Muitos afirmam que CRISTO orava ao DEUS poderoso e afirmou que era menor do que DEUS. Eu concordo plenamente com estas alegações, pois são bíblicas. Sobretudo, gostaria de esclarecer que JESUS quando estava na terra, estava como homem e estava preso a uma massa corpórea, humana e terrena, de modo que preso ao corpo humano, se fazia inferior à sua glória permanecente nos lugares celestiais.

O que quero esclarecer neste pequeno artigo, é que não existem dois Deuses possuindo cada um, sua particularidade, sendo um superior ao outro, ou sendo um ‘’filho’’ -- no sentido literal -- e outro pai. Mas DEUS faz resplandecer em nossa frente, sua misericórdia através do seu pleno sacrifício para nós, homens impuros e indignos desfrutarmos. É como se duas consciências de DEUS se tornassem conhecidas aos homens, uma consciência de misericórdia através da graça, e outra de juízo mediante as transgressões por nós cometidas.

DEUS é o gerador que sustenta todas as coisas. ELE é o mantenedor de todas as coisas, para suprir Seus supremos propósitos, segundo o beneplácito da Sua vontade para a Sua Glória.

Volto a repetir. Se o verbo no princípio era DEUS, CRIADOR DE TODAS AS COISAS, e se este verbo se fez carne e habitou entre nós, quem é o verbo? A resposta é clara: JESUS CRISTO, O DEUS ENCARNADO E TODO PODEROSO, CRIADOR DE TODAS AS COISAS!

Um só Senhor, uma só fé, um só batismo;
Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.
Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.
(Efésios 4:5-7)

- Cezar Scholze

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

SITE O CORREIO DE DEUS