Page Nav

HIDE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Top Ad

ÚLTIMAS:

latest

Terceira Guerra Mundial: o que acontecerá se a Rússia decidir atacar

Nesta semana a Rússia mostrou um novo míssil nuclear que supostamente poderia devastar uma área do tamanho do estado do Texas, nos Esta...


Nesta semana a Rússia mostrou um novo míssil nuclear que supostamente poderia devastar uma área do tamanho do estado do Texas, nos Estados Unidos – e testou uma ogiva de alta tecnologia capaz de evitar os sistemas antimísseis ocidentais.

No início de outubro, 40 milhões de cidadãos russos participaram do maior “teste” nuclear desde o fim da Guerra Fria – usando máscaras de gás e se preparando para fugir para bunkers.


A mídia russa colocou ainda mais lenha na fogueira, com jornais como o Moskovsky Komsomolets prevendo “confrontos militares diretos” com a OTAN.

Vladimir Zhirinovsky, um legislador veterano extravagante, conhecido por sua retórica inflamada, disse no início de outubro: “As relações entre a Rússia e os Estados Unidos não podem piorar mais. A única forma das mesmas piorarem é se começar uma guerra.

“Se eles [os americanos] votarem em Hillary, teremos guerra. Será um filme curto. Haverá Hiroshimas e Nagasakis por todo lado.”

O General Richard Shirreff, comandante supremo da OTAN na Europa entre 2011 e 2014, descreveu a guerra nuclear com a Rússia em 2017 como algo “inteiramente plausível” em uma entrevista este ano.

Como tudo poderia começar

As tensões entre a Rússia e os Estados Unidos têm se mantido altas desde que os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções econômicas ao país devido às ações da Rússia na Ucrânia em 2014.

A mídia russa – em grande parte controlada pelo governo Putin – sugeriu que os Estados Unidos estão tentando começar uma guerra.

Neste mês de outubro, o Zvezda, um serviço de TV nacional controlado pelo Ministro da Defesa russo, disse: “Esquizofrênicos dos Estados Unidos estão afiando suas armas nucleares para Moscou.”

Os laços entre Washington e Moscou se deterioraram ainda mais recentemente após o colapso do cessar-fogo na Síria e a intensificação dos bombardeios em Aleppo por aeronaves sírias e russas.

Os políticos norte-americanos também sugeriram que a Rússia está se intrometendo na eleição presidencial dos Estados Unidos, que ocorrerá em novembro.

A Rússia usaria armas nucleares?

Nenhum país usou armas nucleares desde o fim da Segunda Guerra Mundial em 1945 – mas a Rússia tem se mostrado cada vez mais à vontade exibindo seu arsenal.

Cristina Varriale, do Royal United Service Institute (RUSI), disse ao The Sun que Putin está “pronto” para colocar as forças nucleares russas em alerta.

Ela afirmou: “Durante a crise na Ucrânia o Presidente Putin deixou claro que estava pronto para colocar as forças nucleares russas em alerta com o objetivo de deter qualquer intervenção da OTAN.

“Desde então, o país aumentou significativamente os exercícios e testes com aeronaves e submarinos com capacidade nuclear perto do território dos países-membros da OTAN.”