Page Nav

HIDE

Classic Header

{fbt_classic_header}

ÚLTIMAS:

latest

'Bola de fogo' cruza o céu de cidade em MS e intriga moradores

“ Não sei o que era, só sei que quando percebi um clarão, olhei para o céu e vi uma bola de fogo se apagar”. Esta é a definição de que...


Não sei o que era, só sei que quando percebi um clarão, olhei para o céu e vi uma bola de fogo se apagar”. Esta é a definição de quem presenciou a cena, na noite de quarta-feira, feriado de 7 de Setembro, no céu de Bodoquena, e dois dias após o ocorrido, ainda não encontraram explicação para o que viram.

O fato intriga moradores da pequena cidade de aproximadamente oito mil habitantes e distante 270 quilômetros de Campo Grande, que buscam respostas para o fenômeno estampado no céu da cidade turística em pleno feriado de comemoração ao Dia da Independência do Brasil.

A festa de aniversário da irmã de Marce Matias Souza, de 36 anos, foi diferente neste ano. Recepcionista da prefeitura de Bodoquena estava em casa com a mãe e a avó, comemorando o aniversário da irmã, quando a pizza chegou. “Abri a porta para receber a pizza e vi o clarão, quando olhei para o céu vi algo se apagando, mas não sei explicar o que era”, relatou.

O entregador de pizza, segundo Marce, também viu o clarão, mas quando olhou para o céu, a “bola de fogo” já havia se apagado. “Foi tudo muito rápido”, acrescenta Marce ao enfatizar que não era nada parecido com estrela cadente. “A estrela cadente é algo bonito de se ver, ela vai caindo. Mas depois do episódio me perguntei, o que será que foi isso?”.

Ivane Fernandes, de 30 anos, agente de viagens, também testemunhou o clarão e não nega que ficou com medo de pegar a estrada de volta para a cidade na mesma noite do ocorrido. Na companhia do marido e de mais alguns amigos, a agente de viagens conversava na cozinha de um sítio, para onde tinha ido passar o feriado, quando se fez o clarão.

“Era noite, e o céu ficou claro. A princípio pensamos que fosse relâmpago, mas depois vimos que o céu estava bem estrelado e que não tinha tempo para chuva. Foi coisa de segundos”, afirmou Ivane. “Eu estava de moto e fiquei com medo de pegar estrada depois daquilo”.

O caso virou assunto na cidade. Difícil foi encontrar um morador que não tenha visto a “bola de fogo”. “Saímos pelo sítio procurando por algo que pudesse ter caído por perto”, relatou o jornalista Thiago Gonçalves Santos. “Se fosse meteoro ia passar sem iluminar. E toda a cidade viu o clarão”.

OBJETOS NO CÉU

No dia 28 de dezembro de 2014, objetos brilhantes também foram vistos no céu de Mato Grosso do Sul. Na ocasião, o assunto foi tratado como lixo espacial.

Diferente da chuva de meteoros que trata-se de um fenômeno natural proveniente de materiais que se desprendem de cometas, o lixo espacial é material criado na Terra e lançado no espaço que reentra na órbita terrestre como, por exemplo, pedaço de foguete ou satélite.
Vários registros foram feitos por moradores de diferentes cidades de Mato Grosso do Sul.