Page Nav

HIDE

Classic Header

{fbt_classic_header}

ÚLTIMAS:

latest

Denúncia: Facebook e Whatsapp fazem apologia à comunidade LGBT!

Por Cezar S D S Scholze Eu possuo um Smartphone com o sistema operacional ''Windows Fone'' e  passando pelo hall de f...



Por Cezar S D S Scholze

Eu possuo um Smartphone com o sistema operacional ''Windows Fone'' e  passando pelo hall de figurinhas animadas, me deparei com esta situação.

Temos visto uma briga desenfreada na câmara dos Deputados quando o assunto trata da agenda LGBT. Infelizmente querem transformar nosso país numa Sodoma e Gomorra moderna, onde a perversão e a imoralidade imperam. Graças à alguns deputados que tem cumprido o seu papel como cidadão defensor da moralidade e bons costumes é que essa bancada ''LGBT'' não tem conseguido ir a frente com sua agenda imoral e anticristã.



Venho aqui externar minha total indignação, mediante a esta situação delicada em que o país se encontra. Nossas crianças estão a beira de serem entregues à uma ideologia que vai contra todos os princípios ao qual fomos criados e o pior, irão ensiná-las a serem ''anticristãs''.
Falando dos aplicativos '''Whatsapp'' e ''Facebook'', podemos ver que abertamente, eles fazem apologia ao movimento LGBT e querendo ou não, a criança que tiver acesso a estes dois aplicativos, estão sujeitas a caírem nesta ideologia ''marxista satânica''. Então se o seu filho tem acesso à estas redes sociais, por favor, tomem muito cuidado!



Vemos figuras que mostram o casamento gay, até mesmo crianças gays, e ''famílias gays''. Nós não somos contra os gays, mas temos a certeza de que nossas crianças deveriam ser resguardadas deste tipo de conteúdo que nos últimos tempos tem sido explicitado cada vez mais nas escolas e ambientes virtuais de fácil acesso infantil.
Se algum Deputado vir este artigo, vale a análise destes ''emoticons'' tanto no ''Facebook'', quanto no ''Whatsapp''.


Não podemos deixar que nossas crianças se tornem reféns deste sistema caído e anticristão. Isso é covardia! Os gays tem o seu direito de ser gay, mas não de interferir na criação e formação das nossas crianças.

Não somos ''partidários'', não apoiamos nenhum partido político, não defendemos nenhuma figura política, mas gostaríamos de agradecer desde já à todos os Deputados e Senadores que tem se disposto em defender os valores morais e éticos da família tradicional Brasileira que por naturalidade, seguem ''a ordem natural da criação''.