Netanyahu quer impedir ministros de irem à Esplanada das Mesquitas

Nenhum comentário

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, teria pedido à polícia para proibir a entrada de seus ministros na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, segundo o diário Haaretz.
Esta medida buscaria reduzir a tensão com a Jordânia e evitar enfrentamentos com os palestinos.
A Esplanada das Mesquitas é um potencial barril de pólvora, onde o menor incidente pode degenerar.
Os palestinos e as autoridades muçulmanas dizem temer o aumento das visitas de judeus à Esplanada e uma eventual vontade das autoridades israelenses de impor um controle à mesquita de Al-Aqsa, principalmente quando grupos de judeus pedem regularmente para entrar neste lugar, que veneram com o nome de Monte do Templo.
Enfrentamentos entre palestinos e policiais israelenses ocorreram em várias ocasiões nas últimas semanas na Esplanada das Mesquitas.
O ministro da Agricultura, Uri Ariel, do partido de ultra-direita Lar Judaico, foi várias vezes ao local, provocando a cólera das autoridades religiosas muçulmanas. Vários deputados de seu partido religioso nacionalista, mas também parlamentares do Likud, de Netanyahu, vão regularmente a este local sagrado para os muçulmanos.
O número de visitantes judeus na Esplanada das Mesquitas de Jerusalém não deixou de aumentar nos últimos anos, enquanto se intensificam as reivindicações nacionalistas e religiosas sobre este local sagrado para ambas religiões.

Da AFP

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários.

Comentem, mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas, porém desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão aceitos.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

Direção O CORREIO DE DEUS