Nova Ordem Mundial: Hollande propõe criação de governo da zona do euro

Nenhum comentário

Presidente francês diz que Paris está pronta para construir a "vanguarda" para fortalecer o euro e pede que cidadãos renovem a fé no projeto europeu, atualmente enfraquecido pela crise financeira da Grécia.

O presidente da França, François Hollande, defendeu neste domingo (19/07) a criação de um governo da zona do euro com orçamento próprio, assim como um parlamento para garantir o controle democrático – uma ideia originalmente proposta pelo ex-chefe da Comissão Europeia e um dos arquitetos do euro, Jacques Delors.

De acordo com um artigo publicado pelo presidente no jornal dominical Le Journal du Dimanche, Hollande afirmou que a França está pronta para construir a "vanguarda" para fortalecer o euro e exortou os cidadãos europeus a renovarem a fé no projeto europeu, atualmente enfraquecido pela crise financeira da Grécia.

Ele afirmou que os países da zona do euro conseguiram, nesta semana, "reafirmar a sua coesão com a Grécia" ao chegar a um acordo para o terceiro programa de resgate e que "prevaleceu o espírito europeu". Apesar disso, os mecanismos institucionais não podem continuar como estão, afirmou.

Hollande lamentou que a Europa tenha "deixado as suas instituições se debilitarem" e que os governos dos 28 países-membros tenham dificuldades para realizar uma maior integração. Para ele, os movimentos populistas se aproveitam do desencanto popular com as instituições europeias e "atacam a Europa, porque têm medo do mundo, porque querem voltar às divisões, aos muros e às valas".

Para ele, a Europa só pode avançar com a ideia de superação, e "a União Europeia não pode se reduzir a regras, mecanismos ou disciplinas".

FC/rtr/dpa/efe/lusa

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

SITE O CORREIO DE DEUS