Page Nav

HIDE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Top Ad

ÚLTIMAS:

latest

Vaticano reconhece oficialmente o "Estado da Palestina"

O Vaticano, comandado pelo seu chefe-mor Francisco I, acabou de reconhecer oficialmente nesta manhã o alegado "estado da Palestina...


O Vaticano, comandado pelo seu chefe-mor Francisco I, acabou de reconhecer oficialmente nesta manhã o alegado "estado da Palestina."

Este reconhecimento de um estado inxistente na Terra de Israel é um ato ignóbil e de abominável traição ao estado hebraico e aos judeus de todo o mundo.

Nunca me deixei enganar pelos sorrisos e abraços do homem vestido de branco que se faz amigo dos judeus, abraçando-os e visitando as suas sinagogas, apunhalando-os depois pelas costas - prestando um excelente serviço aos seus "amigos" palestinianos, incuráveis inimigos de Israel.

Segundo este novo reconhecimento, o Vaticano passará a tratar todos os assuntos referentes aos seus interesses na Terra Santa com o alegado "estado palestiniano", quando até aqui sempre o fazia com a "Autoridade Palestiniana."

Segundo Frederico Lombardi, -voz do Vaticano - considerado por muitos como o ninho da "grande prostituta do Apocalipse"- este não foi o primeiro reconhecimento oficial de um alegado estado palestiniano: "Nós já reconhecemos o estado da Palestina desde que lhe foi dado reconhecimento pelas Nações Unidas, estando até já alistado no nosso "livro do ano" como "estado da Palestina."

Desilução em Israel

O Ministério das Relações Exteriores de Israel declarou estar "desapontado" com a medida: "Esta medida não promove o processo de paz, e distancia a liderança palestiniana do retorno às negociações diretas e bilaterais."

E acrescentou: "Israel estudará o acordo e verificará os passos a tomar em função do mesmo."

O tratado foi finalizado dias antes de o chefe da Autoridade Palestiniana Mahmoud Abbas ir visitar o chefe da Igreja Católica Romana no Vaticano para assistir à canonização de dois santos católicos oriundos do Médio Oriente.

Segundo o ministério das Relações Exteriores do Vaticano, este acordo "enquadra-se perfeitamente dentro da posição da Santa Sé."

Nada que nos admire. Afinal tudo está a decorrer conforme previsto nas profecias bíblicas.

Israel terá que contar cada vez mais com o único Amigo fiel: o Eterno Deus de Abraão, Isaque e Jacob...

Shalon Israel Shalon
DeOlhOnafigueira