Falhas subterrâneas podem causar terremotos perto de usina nuclear

Nenhum comentário

Apesar das centrais no Japão estarem desativadas, o combustível continua armazenado dentro dos reatores

O Comitê de Regulamentação de Energia Nuclear do governo japonês concluiu em um relatório divulgado na segunda-feira que a existência de falhas subterrâneas podem colocar em risco a segurança de uma usina nuclear em Aomori.
Segundo o Tokyo Shimbun, o órgão disse que "não pode negar" que as falhas, localizadas sob a usina de Higashidoori, operada pela companhia de energia Tohoku Denryoku, são ativas e podem causar terremotos.
Todas as usinas nucleares do Japão foram desativadas após o desastre de Fukushima, em 2011, mas as operadoras estão tentando colocar de volta os reatores em funcionamento após cumprir novas exigências de segurança impostas pelo governo.

O relatório, no entanto, pode fazer com que a operadora da usina de Higashidoori enfrente novos obstáculos para obter a aprovação de reativação dos reatores, sendo obrigada a aumentar os padrões de segurança nuclear.
Apesar das usinas estarem desativadas, o combustível nuclear continua armazenado dentro dos reatores e um forte terremoto poderia causar uma nova tragédia.
Em outubro, uma cidade na província de Kagoshima tornou-se a primeira do Japão a aprovar o reinício da usina nuclear de Sendai no complicado processo japonês de reviver uma indústria que ficou ociosa devido à catástrofe de Fukushima.
O reinício dos primeiros reatores do Japão a receber liberação para voltar a operar sob novas regras impostas não deve ocorrer até o próximo ano, uma vez que a operadora Kyushu Electric ainda precisa passar por verificações de segurança operacional.

Alternativa Online

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

SITE O CORREIO DE DEUS