Primeiro-ministro de Israel afirma que governo não vai tolerar revoltas

Nenhum comentário

'Qualquer um que não respeitar a lei israelense será castigado', disse. Cidadania dos que pedirem destruição do Estado de Israel será revogada.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou neste sábado (8) que seu governo vai agir "contra aqueles que lançarem pedras, bloquearem estradas ou pedirem o estabelecimento de um Estado palestino onde está o Estado de Israel".
'Não vamos tolerar distúrbios nem revoltas. Qualquer um que não respeitar a lei israelense será castigado com a maior severidade.', afirmou.
Em comunicado de apenas três linhas, o chefe do Executivo revelou que instruiu o Ministério do Interior para 'revogar a cidadania daqueles que pedirem a destruição do Estado de Israel'.


As forças de segurança israelenses mataram neste sábado um árabe israelense que tentou impedir uma prisão, anunciou a polícia israelense.

Jeir Hamdan, de 22 anos, tentou impedir a prisão de um parente em Kfar Kana, no norte de Israel, ameaçando os oficiais com uma faca, o que os obrigou a abrir fogo.

As forças de segurança realizaram disparos de advertência antes de atirar diretamente contra ele, acrescentou a fonte. Hamdan morreu enquanto era levado para o hospital.

Cerca de 50 jovens levantaram barricadas neste sábado e atearam fogo a pneus na entrada do povoado, mas foram dispersados pela polícia.

Nenhum comentário

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários.

Comentem, mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas, porém desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão aceitos.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

Direção O CORREIO DE DEUS