Últimas Notícias

Últimas notícias

Sistema de purificação de água na usina Fukushima 1 é novamente suspenso


A operadora da usina nuclear japonesa Fukushima 1, no nordeste do Japão, Tepco, anunciou a suspensão temporária de todas as três linhas de processamento químico de água radioativa (ALPS), relata esta terça-feira o canal de televisão NHK.

De acordo com o canal, os funcionários da empresa tomaram decisão de suspender o sistema após a detecção de uma anomalia no processo de purificação da água de substâncias radioativas.

Por enquanto, não há uma confirmação oficial desta informação no site da Tepco. O sistema ALPS foi desenvolvido para a purificação da água de 62 tipos de elementos radioativos, exceto trítio. Uma parte da água usa-se depois para resfriar os reatores, e os restos ficam em reservatórios especiais.

De acordo com os planos iniciais da Tepco, o sistema ALPS devia ser colocado totalmente em operação no outono de 2013. No entanto, o teste do sistema de purificação de água foi parcialmente suspenso em junho, após a detecção de um vazamento de água de equipamentos de controle de poluição na sequência de corrosão. O teste de todas as três linhas do sistema foi retomado na segunda quinzena de novembro de 2013. A operadora pretendia começar a usá-lo na íntegra em 2014.

A purificação e armazenamento de água radioativa continuam a ser um dos maiores problemas não resolvidos após o acidente na usina Fukushima 1 em 2011. Outro problema grave é o vazamento de água radioativa.


Voz Da Rússia 

Nenhum comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto, caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência. Comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados.
Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico.

SITE O CORREIO DE DEUS

Curta no facebook

Diversas

randomposts

Quem será seu presidente em 2018?

Comentários Recentes

recentcomment

Parceiros