sábado, 29 de julho de 2017

Coreia do Norte dispara possível míssil intercontinental; Abe diz que ameaça é “grave e real”


O artefato caiu perto de Hokkaido, no Mar do Japão, dentro da zona econômica exclusiva do país

Tóquio - A Coreia do Norte disparou um míssil nesta sexta-feira em um lançamento incomum tarde da noite e detalhes anunciados por autoridades no Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos sugerem que se tratou de um míssil balístico intercontinental (ICBM).

O lançamento na província norte-coreana de Jangang, no norte do país, aconteceu às 23h41, no horário de Tóquio, disse uma autoridade do gabinete do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul. O Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou o lançamento.

“Como resultado de seus lançamentos de mísseis em nível ICBM, isto claramente demonstra que a ameaça à segurança de nossa nação é grave e real”, afirmou o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

O secretário-chefe do gabinete japonês, Yoshihide Suga, disse que o míssil norte-coreano voou por cerca de 45 minutos. A emissora japonesa NHK, citando uma autoridade militar, relatou que o míssil alcançou uma altitude de mais de 3 mil quilômetros.

As Forças Armadas sul-coreanas disseram que acredita-se que o míssil era da classe ICBM, voou mais de 1.000 km e atingiu uma altitude de 3.700 km. O Pentágono também afirmou ter avaliado que o míssil era um ICBM.

Segundo o governo japonês, o míssil caiu perto de Hokkaido, no Mar do Japão, dentro da zona econômica exclusiva do país.

O porta-voz do Pentágono, capitão Jeff Davis, disse que o lançamento era esperado e ocorreu de Mupyong-ni, uma fábrica de armas no norte da Coreia do Norte. Davis declarou que o lançamento não representou uma ameaça para a América do Norte.

Os dados indicam que o míssil foi disparado de ângulo acentuadamente inclinado, mas teve maior poder que um míssil lançado anteriormente neste mês, que autoridades norte-americanas e sul-coreanas disseram ter sido um míssil balístico intercontinental, possivelmente capaz de atingir solo dos EUA.

A Coreia do Norte reivindicou após o lançamento de 4 de julho ter obtido sucesso em teste de um ICBM que voou 933 quilômetros, alcançando uma altitude de 2.802 quilômetros em tempo de voo de 39 minutos e capaz de carregar uma grande e pesada ogiva nuclear.

O especialista em mísseis sediado nos EUA Michael Elleman, do Instituto Internacional para Estudos Estratégicos, disse que o teste desta sexta-feira foi possivelmente de um míssil similar com um segundo estágio mais poderoso, mas destacou ser uma avaliação preliminar.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, convocou um encontro do Conselho Nacional de Segurança da Coreia do Sul para sábado, segundo seu gabinete, e Abe também disse que um encontro do Conselho Nacional de Segurança do Japão será convocado.

Foto: Sputnik Brasil
Premiê japonês Shinzo Abe fala em Tóquio sobre lançamento de míssil norte-coreano

O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.