sexta-feira, 3 de março de 2017

A árvore de proveito


Meus amados irmãos, confesso aos senhores que durante bastante tempo da minha vida, perdi com futilidades e atrás de coisas que não convinha. Eu era alguém que nada produzia, era uma árvore seca e sem qualquer qualidade. Não que hoje eu tenho qualquer mérito, pois ainda estou preso a esta natureza pecadora proveniente de Adão. Ah, se não fosse a misericórdia e a graça de JESUS CRISTO!

Tempo precioso em que eu poderia estar gerando frutos e amadurecendo, gastava com coisas que em nada se aproveita.

Após minha conversão, passei a me dedicar bastante neste quesito, e estudando as escrituras, aprendi que não bastava apenas ser uma árvore, eu teria que ir além disso, pois, além de eu ser uma árvore, o evangelho me cobra que eu dê frutos. Será que o evangelho me pede apenas que eu seja uma árvore frutífera, sendo cristão? Não, e a resposta está em uma passagem. Nesta passagem aprendi que também não bastava eu ser apenas uma árvore que gerasse frutos, mas que também, os frutos teriam que ser bons.

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. (Mateus 7:17-20)


Que diremos? Se somos boas árvores, além de gerarmos frutos, os frutos têm que ser bons. Como diz a passagem: Poderia uma árvore má gerar bons frutos? Ou poderia uma árvore boa gerar frutos maus? De maneira nenhuma. Então, se somos boas árvores, além de gerarmos frutos, nossos frutos obviamente serão bons.

A árvore má pode até gerar frutos, mas seus frutos são maus, sem gosto e sem semente. São frutos secos, inúteis e certamente, são frutos que para nada servem, se não, para serem descartados. Os frutos das árvores más não são contabilizados, logo elas se tornam em árvores secas, que de nada servem, e as árvores secas, só geram frutos secos. É como se fosse uma cadeia de germinação inútil.

Por tanto, cabe ao Cristão ser uma árvore que tem seus frutos contabilizados, bons, que sejam repletos de sementes, para que estas sementes também germinem novas árvores frutíferas boas e assim, sucessivamente.

A Bíblia diz que toda árvore má, é seca e produz maus frutos. Esta árvore seca, que para nada serve, é ordenado que seja cortada e lançada ao fogo.

Atentai-vos:

Porque não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que dê bom fruto.
Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos. (Lucas 6:43,44)


Sejam árvores que dê bons frutos, e não uma árvore que seja infrutífera, seca e condenada. Pensem nisso. Vão e frutifique bons frutos. Frutifique, não seja uma árvore sem frutos, pois se não frutificarmos, que serventia teremos? Para que serviremos para DEUS? 

- Cezar Scholze
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.