segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

"A homossexualidade é uma violação dos desígnios de Deus", diz pastor da Bethel Church


O pastor Bill Johnson compartilhou uma reflexão, na qual destacou que a homossexualidade distorce os propósitos da criação de Deus.

Menos de uma semana depois que o casal de apresentadores do programa "Fixer Upper" (veiculado em um canal de TV a cabo dos Estados Unidos), Chip e Joanna Gaines foram criticados por frequentarem uma igreja evangélica, na qual seu líder "se opõe firmemente ao casamento gay", o pastor Bill Johnson, da Bethel Church, explicou por que, segundo a Bíblia, a homossexualidade é uma flagrante "violação da criação de Deus" que, em última análise, distorce o propósito para o qual Deus criou o Seu povo.

Em um breve vídeo compartilhado em sua página no Facebook, Johnson destacou sua mensagem com uma de suas frases mais citadas.

"Quando perdemos o conhecimento da existência de um criador, perdemos o conceito do que é criação", disse ele. "Quando perdemos o conceito de criação, minamos a descoberta do propósito. Quando minamos a descoberta do propósito, removemos a convicção de responsabilidade. Quando removemos a convicção de responsabilidade, perdemos o temor a Deus. A Bíblia diz: "O temor a Deus é o princípio da sabedoria".

O autor de livros conhecidos, como "Sonhando com Deus" passou a explicar que uma consequências de perder o conceito da finalidade da criação de Deus é a remoção de todos os limites sobre como conduzir nossas vidas, permitindo assim que o pecado se infiltre.

"Tudo relacionado ao pecado distorce o propósito para o qual Deus nos criou", explicou Johnson. "Ele é um Deus amoroso que se alegra nas pessoas e nos criou sem pecado para que pudéssemos desfrutar da vida em seu sentido mais pleno. [...] A homossexualidade é uma clara violação dos desígnios de Deus para o mundo que Ele criou".

Johnson destacou que não só a relação homossexual mas outros pecados relacionados ao sexualidade também distorcem o propósito de algo tão precioso, criado por Deus para o ser humano.

"Deus não fez o corpos humanos para se unirem dessa maneira", disse ele. "Você olhar também pelo viés da questão do sexo fora do casamento... todas essas coisas são violações dos desígnios da criação. Deus projetou [a sexualidade] para liberar bênção, prazer, favor, deleite, alegria, paz - todas essas coisas maravilhosas - na vida de um indivíduo. Essas coisas sim respondem corretamente aos desígnios de Deus".


Contexto

Depois que a Suprema Corte dos EUA legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todos os 50 estados em junho de 2015, Johnson se referiu às ações da militância LGBT como um ataque satânico contra os Estados Unidos e sugeriu que a população do país estava vivendo seus "últimos dias de uma América verdadeiramente livre".

Prevendo que "pastores e organizações cristãs sem fins lucrativos ... serão alvo de ataques pela mera pregação e ensino da Palavra de Deus", após tal decisão da Suprema Corte dos EUA, Johnson advertiu que "a verdade, a justiça, a livre expressão da crença e a consciência cristã poderão ser removidas das escolas".

"Aqueles que estiverem contra a Palavra de Deus estarão ajudando a destruir a América internamente, inaugurando uma cultura cada vez mais sem Deus, onde "o certo será errado e o errado estará certo". A intolerância contra Deus e Sua Santa Palavra marcarão nossa cultura em todos os níveis da sociedade", destacou o pastor. "Uma nação livre? Não seremos mais".

Fonte: Guiame
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.