Um palestino foi condenado à prisão perpétua, e outro, a passar 16 anos e meio atrás das grades, por dois tribunais israelenses nesta segunda-feira (28) - informou o Ministério da Justiça, acrescentando que ambos cometeram ataques a faca que resultaram na morte de dois israelenses.

Um tribunal de Tel Aviv ditou duas penas de prisão perpétua contra Raed Jalil, de 37, acusado de ter matado dois israelenses a facadas e de ter ferido um outro, em 19 de novembro de 2015 em Tel Aviv.

À condenação, os juízes acrescentaram uma pena de mais 20 anos de prisão por tripla tentativa de homicídio.

Um porta-voz do Ministério da Justiça disse à AFP que as condenações de prisão perpétua equivaliam a 25 anos de prisão sem possibilidade de redução. Jalil também não poderá ser solto, em caso de eventual acordo entre israelenses e palestinos.

Já um tribunal de Lod, perto de Tel Aviv, condenou Tamer Weridat a 16 anos e meio de prisão. Ele foi acusado de ter apunhalado e ferido levemente um judeu ortodoxo perto de um shopping de Petah Tikva, em 7 de outubro de 2015.

Tamer Weritdat também terá de pagar 100 mil shekels (US$ 28 mil) por perdas e danos.

Fonte: AFP

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.