A delegação palestina na ONU exigiu nesta quarta-feira que o Conselho de Segurança "assuma suas responsabilidades" e obrigue Israel a deter a colonização na Cisjordânia e em Jerusalém.

O embaixador palestino, Riyad Mansur, acusou o governo de Israel de bloquear qualquer possibilidade de existência de um Estado palestino e de impor "a realidade de apenas um Estado".

"Os apelos internacionais para acabar com as atividades israelenses de colonização e os crimes contra o povo palestino devem ser apoiados por medidas sérias e concretas (da ONU) para obrigar Israel a cumprir a lei", assinalou o diplomata durante reunião dos 15 membros do Conselho.


"Tem que haver consequências se Israel prosseguir violando a lei internacional", disse Mansur.

A ONU sustenta que a colonização é ilegal e solicitou, em numerosas ocasiões, que Israel acabe com tal prática, que segundo a própria organização internacional tem crescido nos últimos meses.

O enviado especial da ONU para o Oriente Médio, Nicolai Mladenov, denunciou este incremento e advertiu que as colonias "prejudicam a solução de dois Estados".

Os palestinos iniciaram uma campanha por uma resolução do Conselho de Segurança exigindo o fim da colonização, mas até o momento todas as medidas neste sentido têm esbarrado no veto dos Estados Unidos.

Fonte: AFP e Últimos Acontecimentos

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.