quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Israel chama para consultas seu embaixador na Unesco


O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou nesta quarta-feira ter chamado "para consultas" o embaixador de seu país na Unesco após uma nova resolução sobre Jerusalém oriental, a parte palestina da cidade ocupada por Israel.

"O teatro do absurdo continua, decidi chamar nosso embaixador na Unesco para consultas e vamos decidir as medidas a adotar ante esta organização", informou o gabinete do premiê em um comunicado.

Uma comissão da Unesco aprovou nesta quarta-feira uma decisão que condena "as escavações ilegais de Israel na Cidade Velha de Jerusalém", citando em particular a "Esplanada das Mesquitas" e omitindo, assim, outra denominação, hebraica, de "Monte do Templo", o local mais sagrado para o judaísmo.

A comissão do patrimônio, que inclui 21 Estados-membros, aprovou por consenso este texto, proposto por Kuwait, Líbano e Tunísia, ao qual a AFP teve acesso.

"As forças islamitas extremistas destroem mesquitas, igrejas e sítios arqueológicos, enquanto Israel é o único país da região que os preserva e garante a liberdade de culto para todas as religiões. É a comissão de patrimônio da Unesco e não Israel a que deve ser condenada", criticou Netanyahu, segundo o comunicado.

O secretário-geral da OLP, Saeb Erekat, acusou Israel, também em um comunicado, de realizar uma "campanha orquestrada" para "legitimar a anexação" de Jerusalém oriental.

"Ao contrário do que afirma o governo israelense, a resolução votada pela Unesco tem como objetivo reafirmar a importância de Jerusalém para as três religiões monoteístas", disse.

Em 18 de outubro, o Conselho executivo da Unesco tinha aprovado uma resolução sobre Jerusalém oriental (parte árabe da cidade santa) para proteger o patrimônio cultural palestino. Mas para Tel Aviv, este texto negava o vínculo milenar entre os judeus e esta cidade. Desde então, Israel não colabora mais com a Unesco.

Jerusalém oriental, que inclui a Cidade Velha, foi ocupada em 1967 e anexada por Israel. Este ato nunca foi reconhecido pela comunidade internacional.

Fonte: AFP
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.