quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Israel acusa diretor de ONG em Gaza de desviar milhões de dólares para o Hamas


Israel anunciou nesta quinta-feira que prendeu e indiciou o encarregado palestino pela organização World Vision, uma ONG na Faixa de Gaza, acusando-o de desviar milhões de dólares da organização cristã presente em todo o mundo para o grupo islâmico Hamas.


As autoridades israelenses disseram que Mohamed Halabi, um engenheiro palestino de 38 anos, foi recrutado pelo Hamas em 2004, para se infiltrar nessa ONG e subir em sua hierarquia.

Assim, desde 2010, teria desviado cerca de 7,2 milhões de dólares para financiar o Hamas e as suas atividades militares, de acordo com o serviço de inteligência israelense, Shin Bet.

A World Vision, que se apresenta como uma das organizações humanitárias mais importantes do mundo com mais de 40.000 funcionários em cerca de cem países, afirmou "não ter nenhuma razão" para acreditar nas alegações.

Mas muitas autoridades israelenses fizeram dessa prisão um exemplo por excelência da exploração do Hamas da ajuda humanitária à Faixa de Gaza.

Mais de dois terços dos 1,9 milhão de habitantes de Gaza dependem de ajuda para viver em um território controlado pelo Hamas e submetido ao bloqueio de Israel.

Halabi foi preso em 15 de junho na passagem de Erez, entre Israel e a Faixa de Gaza, e foi indiciado por 12 acusações, incluindo por adesão a uma organização terrorista e cumplicidade com o inimigo, afirmou nesta quinta-feira a justiça israelense.

Financiamento de atividade militares

Contratado pela World Vision em 2005, assumiu o posto em Gaza em 2010, de acordo com um segurança israelense.

O Hamas, inimigo jurado de Israel, é considerado por este último, bem como pelos Estados Unidos e a União Europeia, como uma organização terrorista.

"Em nenhum momento encontramos evidências de que a organização [World Vision] estivesse envolvida ou ciente e insistimos no fato de que não estamos vigiando esta organização, mas o Hamas", disse o funcionário.

De acordo com Israel, 60% do orçamento anual da World Vision em Gaza, incluindo centenas de milhares de dólares em dinheiro, teria desaparecido sem a organização perceber.

A segurança de Israel afirma que o dinheiro teria sido usado, camuflado em projetos agrícolas, para financiar uma base de treinamento das Brigadas Ezedin al Qassam, o braço armado do Hamas, ou para a construção de túneis entre Gaza e o território israelense.

A ONG, entretanto, rejeitou as acusações contra seu diretor. Os programas da World Vision na Faixa de Gaza são habitualmente submetidos a uma auditoria independente "e a uma série de controles internos", indicou a organização em um comunicado.

"Com base nas informações disponíveis até agora, não temos razão para acreditar que essas alegações sejam verdadeiras", acrescentou.

Fonte: AFP
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.