quinta-feira, 28 de julho de 2016

Peixes aparecem no mar morto como cumprimento de profecia bíblica


Quase dez vezes mais salgado do que o oceano, as águas do Mar Morto impedem o desenvolvimento de qualquer tipo de vida — dando lugar apenas a alguns tipos de arqueobactérias e algas. Mas recentemente, cientistas provaram a existência de sinais de vida no mar, conforme previsto em uma profecia bíblica.

O Mar Morto, como o próprio nome indica, é literalmente morto. Qualquer peixe que seja transportado pelo rio Jordão morre imediatamente, assim que desagua neste lago de água salgada.

A Bíblia, no entanto, descreve no Antigo Testamento um quadro muito diferente da região. “Ló viu todo o vale do Jordão, todo ele bem irrigado, até Zoar; era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito”, de acordo com Gênesis 13:10.

Porém, a Bíblia relata que a paisagem mudou quando fogo e enxofre destruíram Sodoma e Gomorra, dando lugar à região árida do Mar Morto.

Um pouco mais adiante, no livro de Ezequiel, as Escrituras registram profecias surpreendentes sobre a região.

“Esta água flui na direção da região situada a leste e desce até a Arabá, onde entra no Mar. Quando deságua no Mar, a água ali será saneada. Por onde passar o rio haverá todo tipo de animais e de peixes. Porque essa água flui para lá e saneia a água salgada; de modo que onde o rio fluir tudo viverá”, diz o trecho de Ezequiel 47:8-9.

O nível de água no Mar Morto vem recuando em até um metro por ano. Isto acontece devido à água que está sendo desviada a partir do rio Jordão para fins agrícolas e também por causa da evaporação causada pelas obras minerais do Mar Morto. A queda do nível de água provocou o surgimento de piscinas, que aparecem nas margens do Mar Morto.


Em uma visita à região árida, Samantha Siegel, uma mulher judia que vivia em Jerusalém, descobriu que muitas dessas piscinas estão se enchendo de água doce e peixes. Para comprovar o fenômeno, Siegel produziu um vídeo registrando peixes nadando nas margens do Mar Morto, em uma grande piscina cercada por plantas verdes.

“Este é um grande acontecimento, mas infelizmente ninguém está falando sobre isso”, disse ela durante a gravação do vídeo.

Em 2011, pesquisadores da Universidade Ben-Gurion, no Neguev, enviou uma equipe de mergulhadores até as profundezas do Mar Morto. Na ocasião, os estudiosos descobriram enormes crateras no fundo do mar, com 15 metros de diâmetro e 20 metros de profundidade. Água fresca fluía a partir dessas crateras, que foram alcatifadas com tapetes de microorganismos, mostrando que o mar não estava totalmente morto.

De Guiame
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Um comentário:

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.