O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    02 junho 2016

    Soldado de Uruguaiana quer ser o primeiro homossexual a casar de farda no Estado


    Miguel Martins vai casar em dezembro com o modelo Diego Souza e pediu autorização para o comando da Brigada Militar para usar uniforme

    Um soldado da Brigada Militar de Uruguaiana, na Fronteira Oeste, quer ser o primeiro homossexual a casar de farda no Rio Grande do Sul. O casamento do soldado Miguel Martins, 29 anos, com o modelo Diego Souza, 21 anos, está marcado para o dia 23 de dezembro deste ano.

    O soldado pretende casar com a farda de gala e entregou um requerimento ao comando da Brigada Militar. Seu comandante já deu parecer favorável, mas o pedido ainda será analisado pelos comandos regional e geral da Brigada. Martins disse que, caso haja negativa em alguma das instâncias, vai à Justiça para garantir o direito de casar fardado.

    Martins está há dez anos na Brigada Militar e atualmente trabalha no policiamento das ruas de Uruguaiana. O soldado relata que ele e o noivo, Diego Souza, vivem juntos há oito meses e sempre foram respeitados pela comunidade e, mesmo dentro da corporação, recebe apoio dos colegas, embora sinta preconceito velado de alguns:

    — Nunca sofri agressão ou perseguição dentro da Brigada, tenho muito apoio. Mas escuto alguns colegas que falam pelas costas, tem colegas postando algumas coisas na internet.

    O soldado conta que sempre desejou casar fardado, mas isso não estava nos seus planos justamente para evitar críticas. Em princípio, a união seria formalizada em uma cerimônia simples. Agora, os noivos buscam um clube para celebrar.

    A mudança foi motivada justamente pela polêmica, que o levou a reivindicar o direito de casar fardado. Foi diante de manifestações contrárias ao casamento homoafetivo na cidade e nas redes sociais que Martins decidiu mostrar que ele e um brigadiano heterossexual têm os mesmos direitos.

    — Sempre tive esse sonho de casar fardado. Eu não faria pra não expor, pra evitar isso. Mas diante da situação, decidi que tenho que mostrar que eu posso, de repente até abrir caminhos para que outros queiram, que estejam se sentindo humilhados, reprimidos — afirmou.

    O outro noivo, Diego Souza, atua como modelo em Uruguaiana. No Facebook, comemorou a confirmação do casamento:

    — Não queria casamento, nem festa, mas agora vai ter. Vai ter casamento e casamento de farda.

    Comandante não vê empecilhos

    De acordo com o comandante do 1º Batalhão de Patrulhamento de Áreas de Fronteira (BPFAP), tenente-coronel Roberto Ortiz, não existe nenhum impedimento para realização da cerimônia.

    — O uso da farda é uma prerrogativa que ele tem, não temos porque negar um direito a um servidor nosso — afirma o oficial.

    Sobre problemas envolvendo preconceito dentro da instituição, Ortiz diz que o comando tem conversado com os policiais, mas que hostilidades não foram manifestadas:

    — Como comandante, eu tenho conversado, o ambiente é tranquilo, é normal entre os colegas. Na comunidade também não ocorreram atitudes hostis, muito pelo contrário.

    * Rádio Gaúcha

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença