Autoridades israelenses anularam 83 mil permissões concedidas a palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza para entrar em Jerusalém oriental e em Israel durante o Ramadã

AGÊNCIA BRASIL

A polícia de Jerusalém mobilizou nesta sexta-feira (10) mais forças de segurança para Jerusalém, na primeira sexta-feira do Ramadã, o mês de jejum muçulmano, apenas dois dias depois do ataque em Tel Aviv, quando morreram quatro pessoas e seis ficaram feridas.

As autoridades israelenses anularam 83 mil permissões concedidas a palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza para entrar em Jerusalém oriental e em Israel durante o Ramadã, e, na noite de ontem (9), decretaram o fechamento dos territórios palestinos até domingo à meia-noite, dia da festa judaica do Shavuot, para os palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza.

O exército israelense instalou dois batalhões adicionais com dezenas de soldados na Cisjordânia, após o ataque de quarta-feira, no centro comercial Sarona Market, de Tel Aviv, tendo fechado a cidade palestina de Yatta, no sul de Hebrom, de onde vieram os dois palestinos que cometeram o atentado.

Nesta quinta à noite, o primeiro-ministro israelense, Benjamim Netanyahu, revelou que a polícia prendeu um terceiro suspeito envolvido no ataque.

Fonte: O tempo

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.