Lopes contou que enterrou o coração da menina perto da casa dela. Ele disse ter cometido o crime porque ficou sabendo que a família da vítima teria dinheiro
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. (Mateus 24:12)
NATHÁLIA LACERDA
FERNANDA VIEGAS

Procurado, desde a última quinta-feira (2), quando o corpo de Raiane Aparecida Cândida Costa, 10, foi achado sem o coração, o suspeito Jairo Lopes, 42, foi preso na manhã desta quarta-feira (8). O crime ocorreu em Buenopólis, na região Central do Estado. Na Delegacia de Polícia Civil de Curvelo para o criminoso foi levado ele confessou ter estuprado, matado a menina e arrancado o coração dela.

Ainda segundo a Polícia Civil Lopes contou que enterrou o coração da menina perto da casa dela. Ele disse ter cometido o crime porque ficou sabendo que a família da vítima teria dinheiro. Ainda de acordo com a polícia, ele saiu com a menina a princípio para fazer uma chantagem com a família, porém ele estrangulou Raiane estuprou a menina, pegou uma faca e arrancou o coração dela. Segundo a polícia, ele pode ter retirado órgão para fazer magia negra.

Ao todo, Lopes confessou ter cometido três estupros , dois homicídios e dois roubos. Ele estava foragido há três anos. A Polícia Civil vai nesta tarde para o local onde ele enterrou o órgão. Segundo a polícia o suspeito será indiciado por estupro qualificado e ocultação de cadáver.

Suspeito tinha negado crime para a Polícia Militar ao ser preso

Para a Polícia Militar ele negou que tivesse cometido o crime. De acordo com o subcomandante do 42° Batalhão da Polícia Militar de Curvelo, Major Savio Lemos, a prisão do suspeito ocorreu por volta das 8h40 da manhã. Jairo Lopes foi encontrado por funcionários de uma fazenda na zona rural da cidade.

"Ele falou que a mulher mandou ele embora de casa. Não assumiu a autoria do crime. Ele nega", completou o subcomandante Savio Lemos. Ainda segundo o comandante a polícia foi acionada por funcionários da fazenda. "Eles o encontram no campo, fugindo. Cerca de 15 pessoas estavam trabalhando na propriedade que é enorme. No entanto, eles já estavam informados que o suspeito estava rondando a região. A PM já tinha passado fotos do Jairo para os lavradores. Hoje, eles viram uma pessoa diferente nas pastagens. O suspeito chegou a se esconder no meio da vegetação, mas foi encontrado. Os populares precisaram empenhar força física para contê-lo, porque ele ofereceu resistência", contou o militar.

O cabo Rondinele Veloso da 14° Cia Independente de Meio Ambiente e Trânsito que estava empenhado na ocorrência destacou ainda que populares quiseram linchar o suspeito. "Alguns funcionários da fazenda estavam a cavalo e outros na carroceria de um caminhão. Muitas pessoas se aglomeraram, na ocasião, e queriam linchar o suspeito, mas conseguimos impedir. Na hora que foi pego, ele tentou fugir dos populares, mas acabou sendo amarrado por um vaqueiro", explicou o cabo.

Ainda conforme o subcomandante, 40 homens estão empenhados neste momento na ocorrência. A guarnição está em frente à Segunda Delegacia Regional de Curvelo, no Centro da cidade. Foi preciso isolar a área, pois curiosos estão na porta da Delegacia. Durante a semana, 150 militares estavam empenhados nas buscas na zona rural de Curvelo. "Foi crucial manter as pessoas informadas da presença do suspeito na região", finalizou o subcomandante.

Entenda o caso

Jairo Lopes era vizinho da menina Raiane, em Buenópólis, na região Central do Estado, e teria a estuprado, matado e arrancado o coração dela.

Antes deste crime, ele já era procurado pela Justiça por homicídio, um outro estupro e roubo. O homem usava nome falso e, uma semana antes de matar a menina, apareceu no imóvel em que a garota morava com a família.

A criança não tinha sido mais vista após sair de casa sozinha para ir à escola na manhã de quarta-feira (1º). O pai da menina contou à polícia que a filha tinha que voltar para casa às 14h. Como a criança não apareceu, ele foi até a escola, onde foi informado que a vítima não havia aparecido na instituição. Em seguida, o homem foi atrás do motorista do escolar que levava a pequena para estudar.

Ele contou que passou no ponto em que costumava pegar a estudante, mas ela não estava. Após o registro da ocorrência, policiais civis e militares começaram a fazer buscas na cidade. Na quinta, a estudante foi encontrada na zona rural de Buenópolis. Seu corpo estava coberto. Além de sinais de abuso sexual, ela apresentava várias lesões e uma perfuração no estômago. Seu coração não foi encontrado.

A vítima era a filha caçula. Ela tem um irmão de criação de 18 anos. Há cerca de oito meses, a mãe da menina faleceu devido a problemas de saúde. Desde então, a criança era criada pela avó materna e pelo pai.

Fonte: O tempo

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.