O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    16 maio 2016

    Netanyahu diz a ministro francês que se opõe a conferência de paz


    Por Jeffrey Heller

    JERUSALÉM (Reuters) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse ao ministro das Relações Exteriores da França neste domingo que Israel continuava se opondo à iniciativa francesa por uma conferência internacional para tentar reativar as negociações de paz.

    Os palestinos deram as boas vindas à proposta, mas Israel está preocupado de que a conferência que a França pretende realizar no outono tentaria ditar os termos por um acordo de paz.

    Em comentários públicos feitos ao seu gabinete após a reunião com Jean-Marc Ayrault, da França, Netanyahu disse: "Eu disse a ele que o único jeito de progredir com a paz genuína entre nós e os palestinos é através de negociações diretas entre nós e eles, sem pré-condições."

    Israel deu o mesmo argumento em uma resposta formal dada no mês passado. A França espera que uma conferência internacional estabeleça um quadro de trabalho para as negociações de paz, após os esforços dos Estados Unidos de mediarem um acordo entre os dois falharem em abril de 2014.

    "Eu sei que Netanyahu não concorda (com a proposta francesa)", disse Ayrault aos jornalistas após sua conversa com o líder israelense em Jerusalém e uma reunião com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, na Cisjordânia ocupada.

    Ayrault disse que a França continuaria perseguindo a iniciativa e que seu último objetivo era que ambos os lados voltassem às negociações diretas, com a intervenção internacional preparando o terreno.

    "É muito claro para nós, e eu digo isso hoje tanto para o primeiro-ministro quanto para o presidente Abbas, que nós não podemos tomar o lugar das duas partes", disse ele no aeroporto de Tel Aviv, Ben-Gurion, ao final da visita de um dia para promover o plano.

    "Apenas eles podem conduzir as negociações diretas para chegar à uma solução", disse Ayrault. "Mas porque as coisas estão atualmente paradas... a intervenção externa é necessária para dar um impulso renovado."

    Uma reunião internacional de ministros, provisoriamente prevista para 30 de maio em Paris, deverá incluir o quarteto do Oriente Médio (Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Nações Unidas), a Liga Árabe, o Conselho de Segurança da ONU e cerca de 20 países, sem a participação israelense ou palestina.

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença