quarta-feira, 11 de maio de 2016

Itália vota projeto para legalizar ''casamento'' homoafetivo


Da EFE

Roma - A Câmara dos Deputados da Itália começou nesta quarta-feira a votar no projeto de lei impulsionado pelo governo do primeiro-ministro, Matteo Renzi, que prevê legalizar as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo.

A primeira votação começou às 15h local (10h, em Brasília), embora a votação final deva ocorrer por volta das 19h (14h, em Brasília).

O projeto foi aprovado em fevereiro no Senado e agora é debatido na Câmara dos Deputados desde 9 de maio.

Após meses de atrasos, o governo decidiu submeter o texto na câmara baixa a uma moção de confiança para que a votação não seja anônima e não possam também ser apresentadas novas emendas que posterguem seu início, já que isto ajudaria a submetê-lo a uma nova leitura no Senado.

Este método foi criticado pela oposição e pela Igreja Católica, que o tacharam de prática pouco democrática.

O texto já foi submetido a uma moção de confiança no Senado e aprovado favoravelmente com os votos do Partido Democrata, liderado por Renzi, e com os de seu parceiro no governo, Nova Centro-Direita.

No entanto, o sistema de votação na Câmara dos Deputados é diferente ao que rege no Senado.

Na câmara baixa é necessário que sejam realizadas duas votações: uma primeira, a que está em curso, na qual se vota a moção de confiança, e uma segunda sobre a aprovação do texto.

Se for aprovada, a lei concederá aos casais homossexuais as mesmas obrigações e a maior parte dos direitos dos casamentos convencionais, apesar de não lhes permitir a adoção de crianças.
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.