quinta-feira, 19 de maio de 2016

A falácia do aborto e estado Laico


Por Marcos Dutra

O aborto não é inerentemente uma questão religiosa. É um problema de valorização e defesa da vida, uma questão pratica e não somente metafísica, que pode ser defendido ou atacado por ateus. De forma alguma uma pessoa não-religiosa é automaticamente um abortista.
Querer transformar uma questão básica inerente ao ser humano em questão religiosa só tem um objetivo: impedir que qualquer pessoa que tenha uma religião, 90% dos brasileiros, sejam impedidos de ter uma opinião sobre o tema. É pura CENSURA e uma estratégia desonesta para vencer um debate, porque se sabe que entre os adversários há muitos religiosos. Que uma Secretaria de Estado use essa tática suja é um escândalo.
Seria como impedir que pessoas com religião dessem opinião sobre o sistema de saúde, geracão de energia, educação, qualquer assunto comum à sociedade.
Fiquem quietos! No Estado Laico, quem segue uma religião apenas cumpre ordens.
Estado Laico não é um governo onde a opinião de religiosos é censurada, mas sim um Estado que não impõe, não força uma religião oficial. O uso do termo está errado.
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.