O pré-candidato republicano Donald Trump afirmou nesta sexta-feira que as leis de aborto nos Estados Unidos estão por ora em vigor, mas reiterou que considera essa prática um assassinato.

Trump fez essas declarações à rede CBS depois de ter sugerido que as mulheres que abortam deveriam ser castigadas.
"As leis estão estabelecidas neste momento, e assim vão permanecer até que sejam modificadas", afirmou Trump na entrevista que será difundida integralmente no domingo.

Trump foi criticado por defensores e detratores do direito ao aborto por não mostrar uma posição clara a este respeito.

Muitos republicanos se opõem fortemente ao aborto, quatro décadas depois de ser legalizado pela Suprema Corte em nível nacional.

Horas depois que exibido um trecho da entrevista, a porta-voz de campanha de Trump, Hope Hicks, negou que ele vá se retratar de sua oposição ao aborto.

"Trump deu uma explicação precisa da lei como é hoje em dia e deixou claro que deve permanecer desta maneira no momento, até que ele seja presidente", explicou Hicks.

Trump, que já disputou eleição nas fileiras democratas e independientes até entrar para as republicanas - era defensor do direito ao aborto, mas durante a campanha das primárias mudou de postura.

"Como Ronald Reagan, sou pró-vida, com algumas exceções", afirmou em um comunicado.
Fonte: Exame
Marcadores: ,

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.