Tremor foi registrado às 20h42 desta segunda-feira com intensidade máxima de 5+ graus na escala japonesa

Tóquio- Um terremoto de forte intensidade foi sentido na região Kyushu (sul do Japão) às 20h42 desta segunda-feira (18). Segundo a Agência Meteorológica do Japão, o abalo sísmico atingiu magnitude de 5,8 graus e não há risco de tsunami.

O tremor foi sentido em uma grande área na região Kyushu, com intensidade máxima de 5+ graus (5 forte) na escala japonesa (shindo / 震度) em Ubuyama e Aso (Kumamoto) e Taketa (Oita). Existe a possibilidade de haver vítimas e danos.

O epicentro foi registrado na região de Aso, onde fica um vulcão ativo de mesmo nome, a uma profundidade de 10 quilômetros. A Agência informou que existe a possibilidade de ocorrerem outros tremores na região.

Desde quinta-feira, uma série de terremotos tem atingido a região de Kyushu, principalmente Kumamoto e Oita, causando a morte de 43 pessoas até agora. O mais forte ocorreu na madrugada de sábado, com magnitude de 7,3 graus.

O Monte Aso teve uma erupção de pequena proporção na manhã de sábado, mas a Agência Meteorológica não soube informar de imediato se a atividade foi causada pelos recentes tremores.

A magnitude (5,8) equivale à intensidade do terremoto no epicentro. Já o grau da escala japonesa (5+) considera o abalo sentido na superfície da terra.

Foto: Agência Meteorológica do Japão
Mapa mostra região afetada pelo terremoto de magnitude 5,8


Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.