quarta-feira, 20 de abril de 2016

Recentes terremotos podem estar coligados a falha geológica que atravessa o Japão


Especialista alerta para a possibilidade de tremores em uma área mais extensa

Kumamoto- Os recentes terremotos em Kumamoto podem estar coligados a uma falha geológica que atravessa o arquipélago entre as regiões Kyushu e Kanto, informou o Tokushima Shimbun nesta quarta-feira (20).

O professor emérito da Universidade de Quioto, Atsumasa Okada, especialista em alterações topográficas, alertou que os abalos registrados no sul do Japão poderiam provocar terremotos de forte intensidade em torno da falha, chamada Chuo Kouzousen (中央構造線), que se estende de Kumamoto a Chiba.

Na última segunda-feira, um terremoto relativamente fraco de magnitude 3,1 foi registrado no norte de Tokushima, por onde passa a falha geológica. Segundo o professor, isso pode ser um pequeno indício da possibilidade de ocorrerem tremores em uma área mais extensa.

Okada disse que terremotos de magnitude 6 a 6,5 podem atingir as províncias por onde a falha se estende, precedidos de pequenos abalos sísmicos em Shikoku e outras regiões.

Mais de 600 réplicas (tremores secundários) foram registrados desde a última quinta-feira, principalmente em Kumamoto e Oita, depois dos abalos mais fortes de magnitude 6,5 e 7,3. A terra continua tremendo na região.

Foto: Reprodução
Falha geológica que se estende de Kyushi até Kanto

O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.