O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    09 abril 2016

    Marco Feliciano exalta Olavo de Carvalho no Congresso Nacional


    Por Julio Severo

    Na madrugada de hoje, num discurso na Comissão de Impeachment do Congresso Nacional, o Dep. Marco Feliciano disse que Olavo de Carvalho “tem aberto a mente de um sem-número de pessoas no Brasil.”

    Enquanto Feliciano exalta Olavo, Olavo exalta… o catolicismo. Mas não o catolicismo vivido e praticado por bons líderes católicos pró-família, que acreditam que é possível discordar sem xingar.
    Contrariando esse catolicismo, Olavo tem xingado bispos e cardeais de nomes sujos.

    Aliás, em 2013, enquanto as esquerdas estavam atacando Feliciano por ter sido nomeado presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Olavo estava, em vídeo, qualificando o deputado assembleiano de “burro, despreparado, soberbo e irresponsável.” Apesar de tudo, Feliciano ainda pode se dar por feliz por não ter sido xingado por nenhum nome sujo.
    Na mesma mensagem de vídeo, Olavo diz que Feliciano erra por não entender que movimento homossexual não tem nada a ver com conduta homossexual. É um assunto no qual Olavo tem pouco ou nenhum conhecimento correto, pois antes de existir o movimento homossexual organizado que vemos hoje, a Bíblia já condenava categoricamente a conduta homossexual, enquanto que Olavo dá a entender que é uma conduta que vai durar milênios e que por isso não deveríamos nos preocupar.
    Mesmo que estupro, assassinato, adultério e outros pecados durem milênios, a responsabilidade do homem de Deus é pregar contra o pecado, enfatizando que no Evangelho há libertação e salvação.

    Há pessoas muito mais qualificadas do que o Olavo para tratar da questão entre movimento homossexual e conduta gay. Scott Lively, que é pastor pentecostal e jurista americano, é autor do livro “A Suástica Rosa,” que denuncia o movimento gay moderno, sem minimizar os perigos da conduta homossexual. Scott é hoje a maior autoridade mundial em questões homossexuais.
    Não havia, na época de Abraão, nenhum movimento homossexual de linha marxista, mas Sodoma e Gomorra foram destruídas, não por causa da ideologia homossexual socialista, porém por causa da conduta homossexual.

    Vergonhoso que depois de ser chamado de “burro, despreparado, soberbo e irresponsável,” Feliciano diga que Olavo “tem aberto a mente de um sem-número de pessoas no Brasil,” sem notar que essa “abertura de mente” tem também envolvido proselitismo, onde os que tiveram a “mente aberta” compreenderam que Olavo é um mestre e que o caminho certo é o catolicismo dele. Há casos até de pastores que depois de fazerem o curso dele passaram para o catolicismo dele. Fazer vista grossa a essa realidade é de fato se mostrar merecedor dos adjetivos que o próprio Olavo usou contra Feliciano.

    Em todo caso, xingar bispos e cardeais não é conduta de verdadeiro católico pró-vida. Fora essa questão de conduta imprópria, Feliciano tem várias questões que, se ele se desfizer dos adjetivos que Olavo lhe aplicou (“burro, despreparado, soberbo e irresponsável”), ele deveria analisar com mente aberta:
    Exaltar um homem que exalta o catolicismo, mas prefere viver nos EUA, o país mais protestante do mundo, é incoerente para um homem que se considera pastor. Esse tipo de conduta hipócrita não é em nada diferente do socialista brasileiro, que exalta o socialismo, mas prefere viver em países capitalistas, especialmente os EUA.
    Exaltar um homem que diz que a Inquisição, que torturava e matava judeus e evangélicos, é invenção dos protestantes dos EUA, mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”
    Exaltar um homem que diz que Lutero e Calvino foram dois “filhos da ****,” mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”
    Exaltar um homem que diz que o protestantismo foi o primeiro movimento de linha marxista da história, mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”
    Em tempos mais avivados, o pastor assembleiano Marco Feliciano poderia estar ajudando Olavo a abrir a mente para o Evangelho, em vez de, como outros alunos do Olavo que hoje já são ex-pastores, abrir sua própria mente para as ideias dele que transpiram esoterismo ao exaltarem as premonições do bruxo islâmico René Guénon.

    Hoje, em tempos menos avivados, quando Feliciano posta uma reportagem de evangélicos sendo perseguidos e mortos por católicos no México e a reportagem desagrada ao Olavo ou seus olavetes, Feliciano prontamente remove a reportagem, conforme aconteceu tempos atrás.


    No mesmo discurso de exaltação ao Olavo no Congresso Nacional, Feliciano também denunciou o PT e o Foro de São Paulo, que de fato são malignos. Mas denunciá-los como a maior ameaça do universo é se mostrar olavete e cair no mesmo conto do vigário de Adolf Hitler, que atacava o marxismo como estratégia para alavancar sua ideologia política esotérica.

    Jesus abre mentes. Por que não exaltá-lo acima de todos os outros “abridores de mentes,” que mais fecham do que de fato abrem?

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença