Israel começou a construir um muro de separação na Cisjordânia ocupada em um setor onde o projeto provocou feroz resistência por parte da comunidade cristã palestina local, constatou m fotógrafo da AFP nesta quinta-feira.

Depois de meses de trabalhos preparatórios, várias gruas começaram a colocar nesta quinta blocos de concreto de oito metros de altura no setor de maioria cristã de Beit Jala e Cremisan, perto da cidade de Belém.

Nicola Khamis, prefeito de Beit Jala, condenou o que considera como uma apropriação de terras por Israel. "Essas terras pertencem a nossas famílias, nossos filhos", disse ele por telefone à AFP perto do local onde começou a construção do muro.

Criticada pelos palestinos, a construção do muro enfrenta forte resistência em Beit Jala. A comunidade cristã conseguiu mobilizar o Papa em seu favor, que se manifestou a este respeito várias vezes e recorreu à justiça israelense.

A construção do muro no setor é "consistente com a política de apartheid do governo israelense na Cisjordânia", considerou Xavier Abou Eid, porta-voz da Organização de Libertação da Palestina.

Israel começou em 2002, durante a Intifada, a construir essa barreira contra ataques a partir da Cisjordânia. Depois de concluído, o muro chegará a cerca de 700 km.

O Tribunal Internacional de Justiça decidiu em 2004 que a construção do muro é ilegal e exigiu sua destruição, assim como a Assembleia Geral das Nações Unidas.

Fonte: AFP

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.