O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    14 abril 2016

    EI ameaça muçulmanos de morte nos EUA e Europa


    Da EFE

    Cairo - O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) publicou os nomes de 21 religiosos muçulmanos que vivem, em sua maioria, nos Estados Unidos e no Reino Unido, e que foram ameaçados de morte após serem acusados de "hereges", aliados do "demônio e das nações inimigas" ao islã.

    Na última edição da revista do EI, Dabiq, editada em inglês, foram publicadas fotografias de seis religiosos que foram acusados de "alterar o significado" dos versículos corânicos para "alterar as crenças" dos verdadeiros muçulmanos.

    Em artigo intitulado: "Mate os ímãs da heresia no Ocidente", a revista conclui que há duas maneiras de se vincular com o "território do islã": "Unindo-se às fileiras dos jihadistas ou fazendo a 'jihad' com os recursos a seu alcance (facas, armas e explosivos) para matar os inimigos e outros não crentes e apóstatas, incluídos os ímãs da heresia".

    Segundo o artigo, é uma obrigação matá-los a não ser que se "arrependam publicamente de sua heresia antes de ser apreendidos".

    Entre os ímãs incluídos nesta lista negra há dois de nacionalidade árabe, um de origem asiática e o resto são em sua maioria americanos, britânicos e canadenses.

    Segundo a visão simplista e extremista dos jihadistas do Estado Islâmico sobre o islã, todo aquele que não é muçulmano é herege e todo aquele muçulmano que "rejeita uma única ordem de Alá" também é um herege e, portanto, seu assassinato seria justificado.

    Fonte: Exame

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença