terça-feira, 29 de março de 2016

Testes de mísseis do Irã desafiaram resolução da ONU, dizem EUA e aliados


Testes balísticos recentes do país envolveram mísseis capazes de utilizar armas nucleares

Ao lançar mísseis com capacidade nuclear, o Irã desafiou uma resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas que endossou o histórico acordo nuclear do ano passado, informaram os Estados Unidos e seus aliados europeus em carta conjunta vista pela Reuters nesta terça-feira.

Os testes balísticos recentes do Irã envolveram mísseis capazes de utilizar armas nucleares e foram "inconsistentes com" e "desafiaram" a resolução 2231 do Conselho, adotada em julho do ano passado, de acordo com a carta conjunta norte-americana, britânica, francesa e alemã enviada ao embaixador espanhol da ONU, Roman Oyarzun Marchesei, e ao diretor-geral da ONU, Ban Ki-moon.

A carta diz que os mísseis usados nos lançamentos recentes são "intrinsecamente capazes de carregar armas nucleares". A missiva também pede ao Conselho de Segurança que discuta "respostas apropriadas" ao descumprimento das obrigações por parte de Teerã e que Ban Ki-moon faça um relatório sobre a inconsistência dos mísseis com a resolução 2231.

Da Agência Ruters
Extraído do R7
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.