Lula, que sabidamente sempre gostou de uma boa cana, agora vai se sentir em casa...

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu a prisão preventiva do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e de mais seis pessoas. Os promotores paulistas detalharam nesta quinta-feira (10) a denúncia contra Lula e mais 15 pessoas referente à investigação sobre o caso do triplex do Guarujá (SP).

Eles também pediram a prisão preventiva de José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, Fábio Honri Yonamine, Roberto Moreira Ferreira, João Vaccari Neto, Ana Maria Érnica e Vagner de Castro, conforme documento obtido pelo jornal O Globo. Na denúncia distribuída pelo MP-SP à imprensa, não consta esse pedido.

Como justificativa para o pedido de prisão de Lula, os promotores afirmam:

"Necessária ainda a prisão cautelar para conveniência da instrução, pois igualmente demonstrado que o denunciado se vale de sua condição de ex-Presidente da República para se colocar 'acima ou à margem da lei”.

Os promotores seguem com a justificativa do pedido:

"Além disso, o denunciado se vale de sua força político-partidária para movimentar grupos de pessoas que promovem tumultos e confusões generalizadas, com agressões a outras pessoas, com evidente cunho de tentar blindá-lo do alvo de investigações e de eventuais processos criminais, trazendo verdadeiro caos para o tão sofrido povo brasileiro".

No pedido, o MP fala em "rede violenta de apoio".

"Em sendo assim, imprescindível também se mostra o decreto da prisão preventiva do denunciado, em razão da conveniência da instrução criminal, pois os motivos são suficientes a permitir a conclusão de que movimentará ele toda a sua 'rede' violenta de apoio para evitar que o processo crime que se inicia com a presente denúncia não tenha seu curso natural, com probabilidade evidente de ameaças a vitimas e testemunhas e prejuízo na produção das demais provas do caso, impedindo até mesmo o acesso no ambiente forense, intimidando-as a tanto".

Os promotores Cássio Conserino, Luís Henrique Araújo e José Carlos Blat disseram que cabe ao MP paulista investigar o caso, contestando qualquer conflito de atribuição com a força-tarefa da Operação Lava Jato, que apura desvios na Petrobras. explicaram que todas as negociações ocorriam na capital paulista.

Além de Lula, confirmaram a denúncia contra a ex-primeira-dama Marisa Letícia, Fábio Luís Lula da Silva, que é filho de Lula, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro. Lula foi denunciado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Dona Marisa por falsidade ideológica e Lulinha, por lavagem de dinheiro. O caso envolve a Bancoop, cooperativa habitacional dos bancários de São Paulo, e a OAS.

Na cadeia, a única presidência que ele vai poder disputar é a do PCC.

Leonardo Souza


Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.