O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    04 março 2016

    Estudo: O catolicismo não é e nunca foi uma religião Cristã, saiba o motivo


    Na Grécia Antiga, as pessoas seguiam uma religião que podemos considerá-la politeísta, ou seja, era uma religião cuja fé se baseava na adoração a vários deuses. Essa religião além de acreditar que existiam vários deuses, fabricavam para si estatuetas para que assim pudessem se prostrar em adoração.
    Essa crença politeísta, vem desde os primórdios da humanidade, um exemplo claro disso foi no Egito antigo, onde a crença politeísta nunca deixou sua essência e desde sempre permaneceu fiel ao seu ''mecanismo de adoração até os dias de hoje - através de outras religiões modernas''.

    Para o povo politeísta, haviam vários ''deuses'' como Atena - sabedoria, guerra, justiça e artes, Afrodite - amor, Ares - guerra, Hades - mundo dos mortos e do subterrâneo, Hera - protetora das mulheres, do casamento e do nascimento, Poseidon - mares e oceanos, Eros - amor, paixão, Héstia - lar, Apolo - luz do Sol, poesia, música, artes, beleza masculina, Ártemis - caça, castidade, animais selvagens e luz (Antipas foi assassinado em seu templo na antiga Éfeso hoje Turquia), Deméter - colheita, agricultura, Dionísio - festas, vinho e prazer, Hermes - mensageiro dos deuses, protetor dos comerciantes, dos viajantes e dos diplomatas, Hefesto - metais, metalurgia, fogo e trabalho, Crono - tempo, Gaia - planeta Terra, Hebe - deusa da juventude, Perséfone - deusa da primavera, das flores e dos frutos, Éris - deusa da discórdia, em fim, uma infinidade de deuses para todas as causas e de todas as formas que a mente humana ''pudesse inventar''.

    Estes deuses mitológicos, foram muito conhecidos na antiga Grécia, pois foram deuses pertencentes da cultura grega. A Religião na Grécia antiga se caracterizava pelo Politeísmo Antropomórfico, ou seja, os antigos helênicos acreditavam em deuses (pagãos) que se assemelhavam à pessoas e tinham uma mentalidade semelhante à dos humanos.
    Hoje a Grécia é dominada por ''Cristãos ortodoxos'', mas mesmo assim não deixa de ser um país de herança pagã.

    Já a crença monoteísta, vem desde os primórdios da humanidade, quando o próprio DEUS O revelou. Ora, desde a criação, DEUS conversava com Adão, por tanto o homem desde a criação soube que há um só DEUS criador de todas as coisas! DEUS conversou com seu servo Abraão, Isaque, Jacó, Moisés... DEUS se revelou único à muitos homens;

    Falou mais Deus a Moisés, e disse: Eu sou o Senhor. (Êxodo6:2)

    Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus. (Êxodo 3:6)


    Naquela época, Satanás com toda sua astúcia, a muito tempo já havia levado o homem ao engano do ''politeísmo''. Já haviam pagãos naquela época, haja visto que o povo do Egito já adorava os seus deuses feitos por mãos dos artífices. Mas DEUS sempre se revelou como ÚNICO E VERDADEIRO, PODEROSO E CRIADOR!

    Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças; (Isaías 45:5)

    Os homens, por intermédio de Satanás, acreditavam em diversos deuses que na concepção deles ''eram divinos'', mas não existia divindade a nenhum outro deus se não AO CRIADOR que se revelou a Abraão. Os deuses que os politeístas adoravam, eram demônios que semeavam toda sorte de engano, criando uma religião anti-DEUS desde a antiguidade.

    Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro. (Isaías 45:6)

    Assim diz o Senhor, Rei de Israel, e seu Redentor, o Senhor dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus. (Isaías 44:6)

    Muitos hoje, desprovidos de todo discernimento, atribuem o nome ''DEUS'' ao paganismo, mas isso é uma mentira haja visto que DEUS é único e não existe outro. O nome DEUS só pode ser atribuído à UM SER e esse SER É O PRÓPRIO DEUS. Por isso DEUS disse a Moisés;

    E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. (Êxodo 3:14)


    Depois de tudo isso iremos abordar outro aspecto dos politeístas!

    Os deuses dos politeístas - como eu disse lá em cima - eram deuses feito de barro, eram estátuas que formavam as mais bizarras criaturas. Alguns meio humanos com aparência de animais, e assim a criatividade humana ''para o mal'' não sessou de criar, deuses de todos os estilos, tipos e tamanhos.




    Vejamos o que o Salmista diz;

    Não a nós, SENHOR, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade.
    Porque dirão os gentios: Onde está o seu Deus?
    Mas o nosso Deus está nos céus; fez tudo o que lhe agradou.
    Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens.
    Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem.
    Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram.
    Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta.
    A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam. (Salmos 115:1-8)


    Nos dias de hoje é diferente?


    Roma estava passando por um momento crítico em relação à "religião" . Nessa época, estava ocorrendo uma "revolução religiosa". Trezentos anos após a " crucificação" de Cristo, muitas pessoas estavam se convertendo ao cristianismo, resultando em uma luta entre cristãos e pagãos. O conflito chegou ao ponto de dividir Roma ao meio, forçando Constantino a tomar uma atitude. O imperador, em 325 d.C. resolveu unificar Roma sob uma única religião: O Catolicismo Romano. Foram utilizadas várias estratégias para converter os pagãos adoradores do Sol em cristãos: fundindo símbolos, datas, rituais pagãos, ele gerou uma espécie de religião híbrida aceitável para ambas as partes. Ou seja, sincretismo.

    Tratado de Latrão

    Poucos sabem sobre o tratado de Latrão em si. Tudo que foi "acordado lá" só nos revela o poder que essa instituição religiosa alcançou ao longo de anos e anos em nome de "Cristo" . No tratado há três documentos que resumem bem tudo o que quero dizer. Os documentos descrevem:

    1- Um reconhecimento total da soberania da Santa Sé no estado do Vaticano.

    2- Uma concordata regulando a posição da religião católica no Estado.

    3- Uma convenção financeira acordando a liquidação definitiva das reivindicações da Santa Sé por suas perdas territoriais e de propriedade.

    O tratado de Latrão foi assinado pelo ditador fascista Benito Mussoline ,então chefe do Governo italiano, e o cardeal Pietro Gasparri, secretário de Estado da Santa Sé. Este Tratado formalizou a existência do Estado do Vaticano (cidade do Vaticano), Estado soberano, neutro e inviolável, sob a autoridade do papa, e os privilégios de extraterritorialidade do palácio de Castelgandolfo e das três basílicas de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros. Por outro lado, a Santa Sé renunciou aos territórios que havia possuído desde a Idade Média e reconheceu Roma como capital da Itália.
    O acordo também garantiu ao Vaticano o recebimento de uma indenização financeira pelas perdas territoriais durante o movimento de unificação da Itália. O documento estabeleceu normas para as relações entre a Santa Sé e a Itália, reconheceu o catolicismo como religião oficial desse país, instituiu o ensino confessional obrigatório nas escolas italianas, conferiu efeitos civis ao casamento religioso, aboliu o divórcio, proibiu a admissão em cargos públicos dos sacerdotes que abandonassem a batina e concedeu numerosas vantagens ao clero.
    Algumas coisas mudaram desde 1929, mas não muito ... o poder do Vaticano e do Papa ainda são inquestionáveis e muitos dos seus arquivos são INASCESSÍVEIS. (Fonte)

    Agora, voltando as questões sobre Monoteísmo e Politeísmo

    Vejam a ilustração;


    Conseguem notar alguma diferença? Eu não!

    Vejam que as imagens são carregadas e as pessoas se desesperam a fim de tocá-las. Vocês conseguem notar algo de Cristão nestas atitudes? Eu não!

    O profeta Jeremias também nos alertara a respeito deste tipo de idolatria que é completamente oposta a fé Cristã, vejamos;

    Assim diz o Senhor: Não aprendais o caminho dos gentios, nem vos espanteis dos sinais dos céus; porque com eles se atemorizam as nações.
    Porque os costumes dos povos são vaidade; pois corta-se do bosque um madeiro, obra das mãos do artífice, feita com machado;
    Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova.
    São como a palmeira, obra torneada, porém não podem falar; certamente são levados, porquanto não podem andar.
    Não tenhais receio deles, pois não podem fazer mal, nem tampouco têm poder de fazer bem. (Jeremias 10:2-5)


    Conclusão

    Sendo a igreja Católica a ''soberana portadora da verdade''... Não deveriam eles PRATICAREM uma fé monoteísta (CRISTOCÊNTRICA) ao invés de politeísta? Porque eles possuem vários deuses como os antigos e não se contentam com ''O ÚNICO E VERDADEIRO DEUS''?
    Será que os padres nunca leram para seus fiéis a seguinte passagem?

    ASSIM DIZ O SENHOR DA IGREJA (JESUS CRISTO)

    Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
    E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
    Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. (João 14:12-14)


    Eu queria entender e achar nas escrituras (bíblia), somente alguns dos (MILHARES) de deuses que o Catolicismo fabricou como objeto de adoração!

    Sendo assim, vemos que o politeísmo não morreu, mas pelo contrário, está mais vivo que nunca!

    Os monoteístas acabam sendo os Cristãos protestantes conservadores e reformados. 

    Esta é foi uma breve e resumida explanação sobre o assunto, em breve poderá continuar...

    Por Cezar S D S Scholze

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença