quinta-feira, 3 de março de 2016

Calor causa a morte de 8 crianças no norte do Peru


As altas temperaturas registradas no norte do Peru por conta do fenômeno climático El Niño causaram a morte de, pelo menos, oito crianças, informou nesta quarta-feira o diretor municipal de Saúde de Piura, Jesús Juárez.

Em declarações ao "Canal N", Juárez afirmou que esteve nos hospitais da região e constatou que a procura pelas emergências pediátricas está "muito acima do normal."

"Há um aumento incomum de crianças com febre alta, diarreia e em alguns casos convulsões e, por sua vez, um aumento inusitado de falecimentos", afirmou.

Ele revelou que uma equipe médica que analisou os casos notou "que havia até seis falecimentos relacionados" com estes problemas de saúde e que em outras localidades foram reportados outros dois casos. As vítimas tinham menos de dois anos de idade e viviam em diferentes pontos de Piura.

"Diariamente, nos chegam até dez crianças com características similares. Todos estão recebendo o tratamento oportuno", disse.

Juárez indicou que o Ministério da Saúde (Minsa) enviou uma equipe especial para recolher amostras para descartar a presença do cólera.

Ele garantiu que Piura suporta "a terceira pior temperatura dos últimos 50 anos", só superada pelas registradas em 1983 e 1998, também vinculas ao El Niño. O Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrología do Peru (Senamhi) informou que a temperatura em Piura alcançou nas últimas semanas picos de 34 graus e mínimas de 23.

No ano passado, as autoridades peruanas já tinham assinalado que o El Niño teria um impacto "extraordinário" no país, mas, com o passar dos meses, a previsão foi diminuindo até ser considerado que seria de intensidade "moderada".

Embora as chuvas sejam frequentes na região durante estes meses do ano, desde dezembro se arrasta uma seca considerada pelos especialistas consequência da irregularidade do clima causada pelo El Niño e só na última semana choveu forte.

Ontem e anteontem, o presidente do Peru, Ollanta Humala, inspecionou os trabalhos de limpeza e desbloqueio da Estrada Central, que liga Lima ao centro do país. A via foi afetada pelo transbordamento do Rio Rímac e deslizamentos na semana passada.

O ministro da Economia e Finanças, Alonso Segura, disse ontem que o país enfrenta atualmente "um fenômeno de magnitude moderada, com excesso de chuva e escassez de água em várias regiões do país, mas por efeitos estacionais".

Ontem também, o prefeito de Limbani, no departamento de Puno, informou que quatro pessoas morreram e duas estão desaparecidas após o desmoronamento de terra por conta das chuvas e o transborde de rios na cidade.

As chuvas e inundações também deixaram no sábado pelo menos dois mortos e um desaparecido na região Apurímac. Já em Lima, outro ponto da Estrada Central foi interditado pelo transbordamento do Rímac.

O governo ordenou a instalação de uma ponte na direção da cidade de Jauja, que hoje permitiu dezenas de pessoas, incluindo idosos, crianças e pessoas com necessidades especiais, serem transferidas a Lima.

Fonte: EFE e Últimos Acontecimentos
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.