O papa João Paulo II manteve durante mais de 30 anos uma amizade intensa com uma filósofa casada, Anna Teresa Tymieniecka, segundo cartas reveladas em uma reportagem da televisão britânica BBC que foi transmitida nesta segunda-feira (15).

Estas cartas "são a janela mais extraordinária sobre a vida privada de uma das pessoas mais famosas da História", afirma o jornalista Edward Stourton, que descobriu as cartas, no programa Panorama da BBC.

Mais de 350 cartas escritas por João Paulo II à americana de origem polonesa Anna Teresa Tymieniecka foram encontradas na biblioteca polonesa à qual a filosofa as legou em 2008.

"Querida Teresa, recebi as três cartas. Escreve que está sendo dilacerada, mas não pude encontrar nenhuma resposta as suas palavras", escreve o futuro João Paulo II em uma carta datada em 1976, na qual a descreve como "um presente do céu".

A primeira carta está datada em 1973, ano do encontro entre Anna Teresa Tymieniecka e Karol Wojtyla, futuro João Paulo II. A última carta foi escrita meses antes da morte de João Paulo II, ocorrida em 2 de abril de 2005.

Paixão antiga

Para o sacerdote polonês Adam Boniecki, que conviveu com João Paulo II, é possível que Anna Tymieniecka tivesse sido apaixonada por Karol Wojtyla antes de ele se tornar Papa, mas quando já era sacerdote da igreja católica, e ela casada.

Karol - na época já "cardeal" - acampado junto com a filosofa em 1978

"Tymieniecka traduziu para o inglês um dos livros de Karol Wojtyla e o tornou conhecido nos meios universitários americanos. Mas esta tradução gerou tensões entre eles", recorda o sacerdote polonês Adam Boniecki, que conviveu com João Paulo II.

Opinião

Essa doutrina do celibato na igreja católica não vem de Deus, simplesmente porque Deus não criou o homem para que viva sem estar casado:

"E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele."  Gênesis 2:18

Casamento é ordenança de Deus:

"Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne."  Efésios 5:31

"Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela."
Efésios 5:25

Então a situação já começa errada só no fato de a igreja Católica exigir celibato... contrariando o sentido da criação de homem e mulher e o mandamento de Deus sobre o casamento.

Outro ponto... se o Papa se permitiu nutrir sentimentos por uma mulher casada, ao ponto de seguir trocando cartas com ela pela vida toda, cometeu pecado pois a bíblia é clara também nesse sentido:

"Não cobiçarás a mulher do teu próximo; e não desejarás a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo."
Deuteronômio 5:21

Portanto, entendam:

Não existe ninguém santo ou sem pecado na face da terra, por isso precisamos de um salvador - Jesus Cristo - que viveu entre nós como homem, cumpriu todos os mandamentos, não teve pecado, e se sacrificou por nós na cruz pelos NOSSOS pecados... para que possamos - através Dele - ter o direito de ser chamado de filho de Deus e alcançar a vida eterna.

Fora Cristo, não existe salvação nem santidade.

Paz

Por Leonado Souza

Fonte: 
Marcadores: ,

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.