Os últimos passos da Turquia indicam que o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, faça todo o possível para restabelecer o Império Otomano, afirmam especialistas internacionais.

Em entrevista à Sputnik, o redator-chefe da revista britânica Politics First, Marcus Papadopoulus, chamou a política externa de Erdogan de uma tentativa insolente de ressuscitar o Império Otomano.
“Quer ver que o islamismo divulga-se porque considera que é o líder otomano do século XXI. Quer ressuscitar o Império Otomano”, disse Papadopoulos.
O seu comentário foi feito no meio de discussões sobre a intenção turca de abrir a sua segunda base em Somália que foi descrito por Papadopoulos como um criadouro do fundamentalismo islâmico e uma base de al-Qaeda.

Afirmou também que tudo o que faz a Turquia no âmbito da sua política externa recebe o apoio dos países ocidentais.
“A Turquia age com impunidade porque recebe apoio do Ocidente”, destacou Papadopoulos.
O pesquisador da empresa de consulting geopolítica e económica Wikistrat, Adriel Kasonta, disse no artigo para a revista norte-americana The National Interest que a Turquia já testou as suas relações com o Ocidente tendo abatido o avião russo Su-24. Esta agressão contra o parceiro do Ocidente na luta contra o inimigo comum – Daesh – não obstaculizou a assinatura do acordo sobre refugiados que pode ajudar resolver a crise migratória na Europa.

Entretanto, a Turquia repetidamente declarou que o seu objetivo principal em Somália é lutar o grupo militante Al-Shabaab de forma mais eficiente. Na opinião de Papadopoulos a Turquia envia militares ali para treinar terroristas.

A ideia de que Erdogan quer tornar-se imperador do século XXI é ecoada pela deputada turca do Partido Democrático dos Povos, Selma Irmak, que disse que para implementar o seu sonho Erdogan usa os seus laços com o Daesh. Kasonta concordou dizendo que isso ajudasse restabelecer o antigo poderio do país.

Mais antes, a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, afirmou que o restabelecimento do império não e a melhor opção para a Turquia.

O Império Otomano precedeu a Turquia moderna e cessou a sua existência sob o poder do líder nacionalista Mustafa Kemal Ataturk no início dos anos de 1920 que foi substituído pela república nacionalista secular de Turquia. Os otomanos que conquistaram a cidade antiga de Constantinopla em 1453 criaram um império que se estendia dos Marrocos no leste e Eslováquia no norte abrangendo a Turquia, a península Balcânica, a maior parte do Oriente Médio e África do Norte.

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.