O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    14 janeiro 2016

    Fim dos Tempos, Israel e o Anticristo... qual a ligação?



    Apesar dos surpreendentes e espantosos acontecimentos experimentados nestes dias, o maior de todos os sinais do fim dos tempos - e, contudo, o menos enfatizado na mídia - é o retorno do povo judeu à Terra Prometida e a fundação do Estado de Israel.

    O retorno de Israel à Terra prometida foi profetizado nos textos de Ezequiel 36 e 37.

    O significado desse texto bíblico, conforme o contexto revela, é muito evidente. Diante do significado dessas passagens, haverá primeiro uma restauração política dos judeus em sua própria terra e um retorno à sua própria identidade nacional. 

    Em segundo lugar, existe no texto e em seu contexto uma declaração muito clara de que haverá uma restauração espiritual, uma real conversão das tribos de Israel ao Senhor.

    Eles haverão de gozar de uma prosperidade nacional que os tornará famosos; mais ainda, serão tão gloriosos que Egito, Tiro, Grécia e Roma... esquecerão sua própria glória à luz do grande esplendor do trono de Davi. 

    Se as palavras têm significado real, este deve ser o sentido desse capítulo.

    Eu jamais quero aprender a arte de distorcer o significado que Deus atribuiu às Suas próprias palavras. Se a Bíblia diz algo de maneira clara e cristalina, então é isso mesmo que devemos entender. 

    O sentido literal e o significado dessa passagem - que não podem ser negados nem espiritualizados - deixam claro para nós que tanto as tribos de Israel serão restauradas em sua própria terra, e que um rei governará sobre elas.

    Analisemos o desenvolvimento progressivo que está acontecendo e que conduzirá Israel a uma união com a "nova ordem mundial" dominada pela Europa. Apesar dos constantes conflitos, vemos Israel procurando a paz com seus inimigos, não por terem adotado uma nova filosofia que os faz amar uns aos outros, mas pelo anseio por uma paz negociada.

    Muitos em Israel estão fascinados com a possibilidade de viver em paz com seus vizinhos árabes.
    Eles acham que essa paz realmente poderá ser alcançada. 

    Mas a Bíblia alerta:

    "Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão" 
    1 Ts 5.3

    Israel: o objeto da profecia

    Fazemos bem em compreender que os sinais do final dos tempos dados pelo Senhor são especificamente direcionados a Israel. Quando Jesus explicou os eventos dos tempos finais a Seus discípulos juntamente com os sinais que aconteceriam antes de Sua volta, Ele endereçou essas palavras ao povo de Israel.

    Temos duas características muito claras mencionadas em Mateus 24, que identificam esse povo:

    1. "Então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes" (v. 16). 

    Isto é uma referência geográfica, e não diz respeito à Igreja de Jesus Cristo como um todo. 
    Se vivemos no Brasil, nos Estados Unidos, no Canadá, na Europa, ou em outras partes do mundo... não somos conclamados a fugir para as montanhas da Judéia, pois as palavras foram dirigidas aos "que estiverem na Judéia".

    2. Além disso, Jesus está mencionando um motivo de oração: 

    "Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado" Mt 24.20 

    O sábado foi dado apenas aos judeus. 
    Lemos nas Sagradas Escrituras, com relação ao sábado: 

    "Tu, pois, falarás aos filhos de Israel e lhes dirás: Certamente, guardareis os meus sábados; pois é sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica" 
    Êx 31.13

    Portanto, Israel é o grande sinal dos tempos do fim para os gentios e para a Igreja!

    O anticristo: o mestre do engano


    Quando a Palavra de Deus identifica a obra do anticristo, lemos em 2 Tessalonicenses 2.7-11

    "Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira".

    Esse texto bíblico deixa dois pontos bastante claros: 

    1. A obra do anticristo será bem-sucedida através do engano. 

    2. A rejeição à oferta do amor de Deus (Jo 3.16) é o motivo pelo qual as pessoas crerão numa mentira.

    Por essa razão, mais do que nunca devemos gravar em nossas mentes e em nossos corações aquilo que o Senhor Jesus ensinou a Seus discípulos: 

    "É como um homem que, ausentando-se do país, deixa a sua casa, dá autoridade aos seus servos, a cada um a sua obrigação, e ao porteiro ordena que vigie. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo. O que, porém, vos digo, digo a todos: vigiai!" 
    Mc 13.34-47

    Quem somos nós cristãos? A resposta está em 1 Pedro 2.9: 

    "Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz".

    Nós, a Igreja de Jesus Cristo, também somos um povo eleito. Somos uma geração escolhida. Somos uma nação santa. Mas essa nação santa não pode ser comparada ou identificada com qualquer nação política... como os Estados Unidos, o Canadá, a França, a Inglaterra, a China ou outra nação do mundo. Essa "nação santa" habita entre as nações do mundo, e cada membro dessa nação santa é conhecido pessoalmente pelo próprio Senhor.

    Tudo indica que essa nação santa e o tempo de Deus está prestes a se completar, e quando isso acontecer... seremos arrebatados pelo nosso Senhor, para estarmos em Sua presença por toda a eternidade!

    Paz

    Leonardo Souza

    Fontes: 
    O testemunho de Charles Spurgeon
    Arno Froese: Diretor-Executivo da Obra Missionária Chamada da Meia-Noite - Estados Unidos

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença