O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    24 dezembro 2015

    Evocação de espírito e possessão demoníaca em livro literário infantil do MEC / PT


    Este livro foi distribuído no começo do ano para escolas públicas de todo o país, pois integra o acervo de livros literários selecionados em 2013 pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e pelo Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE). 

    De acordo com a classificação feita pelo Ministério da Educação (MEC), serve do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, ou seja, atende alunos que tenham entre 11 e 15 anos.

    Ele conta aventuras de 5 adolescentes entre 12 e 17 anos durante as férias escolares numa casa de praia do litoral norte paulista. Uma das aventuras foi "brincar" de consultar o sobrenatural com o jogo do copo ou tabuleiro ouija. A brincadeira, porém, fugiu ao controle do grupo com a aproximação do suposto espírito de um jovem surfista e a ocorrência de outros fenômenos sobrenaturais. 

    O tabuleiro ouija que foi utilizado pelos adolescentes, com respostas sim ou não escritas em papel e o copo servindo de indicador, é uma variante do mesmo instrumento de superfície plena, letras, números, símbolos e indicador móvel utilizado pelas irmãs americanas Kate e Margaret Fox para realizarem rituais de invocação.


    O livro trata de questões filosóficas e espirituais complexas como destino, livre arbítrio, morte e pós-morte, possessão, necromancia, mediunidade... tudo de acordo com a visão da doutrina espírita. 

    No livro há o testemunho da narradora-personagem dizendo que sua iniciação em experiências sobrenaturais deu-se aos 15 anos. A personagem mais nova, tem 12 anos. Coincidentemente, essa é a faixa etária de leitores recomendada pelo MEC. 

    Cabem as perguntas: será que os alunos não buscarão reproduzir a experiência sobrenatural dos personagens? Quais as possíveis consequências dessa eventual experimentação, visto que trata-se de práticas religiosas que incluem rituais de ocultismo?

    Qual o impacto que esta possibilidade de evocação de espírito pode ter na crença de um aluno-leitor que pertença a uma família cristã que obedece à Palavra de Deus no que se refere à invocação de espíritos?

    "Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos? À lei e ao testemunho (bíblia)! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles."
    Isaías 8:19,20

    "Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.
    Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
    Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
    Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti."
    Deuteronômio 18:9-12

    Outra pergunta que fica: Embora possa ser considerado um livro meramente ficcional e literário, não teria este livro uma função proselitista? 

    A própria autora, em entrevista publicada no mesmo livro, admite que acredita na realidade dessas manifestações espiritualistas. 

    Opinião

    Estes questionamentos se baseiam  no esforço deliberado das diretrizes educacionais públicas brasileiras pelo apagamento e desconstrução dos valores culturais cristãos. Os livros didáticos colocados nas escolas pelo governo do PT quase não fazem mais referência ao cristianismo, por exemplo.  Por outro lado, privilegiam outras manifestações ligadas à Nova Era, ao ocultismo e ao espiritismo. 

    Essa política de desconstrução, apagamento e substituição religiosa através da escola tem trazido desconforto aos mais de 80% de pais adeptos ao cristianismo (maioria absoluta), grupo grupo majoritário que pertencem as crianças, adolescentes e jovens das escolas públicas do nosso país.

    Por isso é tão importante os pais estarem presentes na criação dos filhos... dialogando, ensinando e criando cada vez mais confiança e intimidade no trato diário, pois a situação está ficando cada vez mais séria.

    Por Leonardo Souza

    Fonte: http://deolhonolivrodidatico.blogspot.com.br/2014/10/evocacao-de-espirito-e-possessao.html


    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença