quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Quem não liberar perdão, não verá à Cristo


"Por isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos;
E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos;
E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse (condenação).
Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o Senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida.

Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros (uma dívida infinitamente menor), e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves!
Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.
Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida.
Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara.
Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti?
E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que lhe devia.

Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas."
Mateus 18:23-35

Analisando essa analogia feita por Jesus, podemos concluir como Deus encara a questão do perdão e tirar várias lições para nossas vidas:

Dívida nos torna escravos


Após a queda de Adão o pecado entrou na humanidade. 
Todos os homens, por natureza, são pecadores e temos essa dívida com Deus... paga com o sacrifício de Jesus na cruz do calvário. Hoje, por meio de Jesus Cristo, recebemos o perdão e o direito de sermos chamados filhos de Deus. 

Se não recebemos à Jesus, vivemos em pecado como escravos... e dessa forma o diabo tem legalidade para nos afligir de diversas maneiras como dívidas, doenças, divisão, separação... e uma infinidade de males com o intuito de nos manter ainda mais afastados de Deus, e no final nos levar para o inferno.

Muitas vezes clamamos e suplicamos na presença de Deus pela nossa libertação, pelo perdão dos nossos pecados e por misericórdia.
Deus sonda o nosso coração, e quando há sinceridade... Ele nos perdoa e nos livra da dívida, nos liberta do fardo do pecado.

A mesma súplica que o servo fez ao Rei, foi feita pelo seu conservo... ou seja, seu semelhante.
A diferença é que ele devia MUITO MENOS.

O que Jesus está dizendo aqui é que, mesmo a pior coisa que alguém possa nos fazer para nos atingir, entristecer ou nos magoar... é infinitamente menor à dívida do pecado que Jesus pagou ao morrer na cruz por nós.

Ou seja, Deus espera que nós perdoemos nossos irmãos, nossos amigos, nossos parentes... que nos devem muito menos... da mesma forma como Deus nos perdoa os pecados quando aceitamos Jesus como Senhor e Salvador e pedimos misericórdia e perdão.

Notem outro ponto:

A 1ª vez que o rei mandou chamar o servo, ele deu chance ao arrependimento.
Isso ocorre conosco durante nossa vida aqui na terra, quando nos convertemos e passamos a conhecer Jesus e andar nos Seus caminhos.

Na 2ª Vez que o Rei mandou chamar o servo, foi para julgá-lo... ou seja... no dia do juízo.
Quando morrermos e formos ter com Deus, não haverá mais chance de misericórdia, apenas juízo.
Afirmo sem medo de errar (até porque isso é bíblico), que vai ter muito cristão, que passou a vida toda indo na igreja, que vai ser condenado ao inferno porque não liberou perdão aqui na terra.

Veja o que Jesus diz sobre alguns cristãos no dia do juízo:

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." Mateus 7:21-23

Irmãos, esse é um assunto muito sério!

Quando liberamos perdão, tornamos nosso caráter parecido com o de Cristo, agimos em obediência à Palavra e nessa hora o diabo é derrotado, ele perde legalidade para seguir agindo nas nossas vidas. Vencemos o diabo passando por cima da nossa vontade natural e carnal em amor e obediência à Deus.

Reflitam à respeito, orem e peçam ajuda para liberar perdão... pois sabemos que não é fácil perdoar alguém que nos feriu, mas Deus sabe de todas as coisas, Ele não nos daria um fardo mais pesado do que pudéssemos carregar e um dia certamente seremos cobrados por isso.

Paz

Por Leonardo Souza


Leonardo Souza
Leonardo Souza

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.