O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    22 outubro 2015

    Netanyahu diz que mundo deve forçar Abbas a parar de 'incitar' o terrorismo


    A comunidade internacional deve exercer pressão sobre o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, para que pare de incentivar os ataques "terroristas" contra israelenses, declarou nesta quarta-feira em Berlim o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.
    "Para acabar com o terrorismo, temos de parar os incentivos. A comunidade internacional deve exigir que Abbas pare os incentivos, pare de espalhar mentiras sobre o Estado judaico", afirmou o premiê durante uma coletiva conjunta com a chanceler alemã, Angela Merkel, na véspera de uma reunião com o secretário de Estado americano, John Kerry.
    Kerry também se reunirá com o presidente Abbas durante uma viagem esta semana ao Oriente Médio.
    "O presidente Abbas contatou os islamitas, incentivando as ondas recentes de violência", insistiu Netanyahu, citando os ataques "com faca, arma, machado e até mesmo carro" nas últimas semanas contra israelenses.
    Ele ressaltou que o presidente palestino não condenou nenhum desses ataques recentes.
    Netanyahu acusa Abbas de ser responsável pelos ataques, ao encorajar os rumores sobre a disposição de Israel de modificar o status quo na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém.
    "É possível restaurar a calma, restaurando a verdade", disse Netanyahu, garantindo mais uma vez que não têm intenção de mudar o status quo ou destruir a famosa Mesquita de Al-Aqsa.
    Ele também afirmou que "Israel é o único a garantir em Jerusalém e no resto do país a inviolabilidade de todos os locais sagrados para todas as religiões".
    Merkel, por sua vez, reiterou a posição tradicional alemã, enfatizando o direito de Israel de se defender, ao mesmo tempo em que pediu proporcionalidade na resposta israelense.
    "Deixamos claro, especialmente ao presidente Abbas, que esperamos que toda forma de apoio ao terrorismo seja condenada pela parte palestina", disse ela, acrescentando que "nós também enviamos esse pedido a Israel".
    Merkel voltou a ressaltar que a resolução do conflito israelense-palestino passa pelo "diálogo" e por uma solução de dois Estados.

    Da AFP

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença