quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Assembleia de Deus da Madureira libera divórcio, inclusive para pastores e líderes


A resolução foi ratificada em julho deste ano no congresso da CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira), que ocorreu em Brasília, e foi assinada por um grande número de pastores assembleianos.
A resolução diz “O ideal divino para o casamento é que ele seja uma união para a vida toda.” Mas então pondera que devido a violência, adultério, abusos físicos e psicológicos bem como abandono emocional ou espiritual podem fazer com que seja “imperiosa a dissolução do matrimônio” e “admite o divórcio e nova núpcia.”
Com a resolução, a Assembleia de Deus da Madureira tenta conter a enxurrada de escândalos de separação, onde líderes de renome deixaram suas esposas em troca de mulheres mais jovens.
Não se sabe o que foi que essa denominação fez com a passagem da Bíblia que diz:
“É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar.” (1 Timóteo 3:2 King James Atualizada)
Mas a liberação do divórcio para pastores e líderes não é o primeiro escândalo da Assembleia de Deus da Madureira. O líder máximo dessa denominação, o bispo vitalício Manoel Ferreira, apoiou Lula e Dilma nas suas duas eleições presidenciais.

Lula discursando na Assembleia de Deus da Madureira
Há também o escândalo de pastores assembleianos que, segundo o Portal Padom, teriam recebido dinheiro de propinas da Petrobrás.
Outro escândalo importante é o envolvimento de Ferreira com o falso messias Rev. Moon.
Esses escândalos provam que a denominação dele anda divorciada de Deus já há algum tempo.
A única coisa certa que Ferreira andou fazendo foi questionar a fé evangélica da então candidata presidencial socialista Marina Silva. Seguindo o exemplo dele, por que não também questionar Ferreira e suas incoerências, oportunismos e apostasias?
Se a Assembleia de Deus da Madureira quer voltar a ser uma igreja que prega e pratica a Palavra de Deus, precisa se arrepender e se divorciar de seus pecados e escândalos, que já clamam ao Céu. Precisa se arrepender de seu divórcio e recasar com Deus.
Lugar de pastor ligado a Lula, Dilma, Rev. Moon, propinas e divórcio e recasamento não é no púlpito. É no banco, para ouvir a Palavra e ser liberto.
Com informações do Portal Padom.

Extraído do blog Julio Severo
O CORREIO DE DEUS
O CORREIO DE DEUS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

5 comentários:

  1. e o fim,o fim vem,,o fim vem!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Líderes cheio de letras,menos de Deus!!!

    ResponderExcluir
  3. LOBOS DEVORADORES JESUS AVISOU!!!

    ResponderExcluir
  4. Separação por adultério e maltrato é livre não precisa de pastor, para dizer, o que vemos é um monte de lobo induzindo o povo ao erro.

    ResponderExcluir
  5. O divórcio é permitido quando há adultério.

    ResponderExcluir

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.