O Brasil entrou em recessão no segundo trimestre do ano, após a queda de 1,9% no PIB em relação aos três primeiros meses e acumular dois trimestres seguidos de contração, informou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

A queda da economia foi de 2,6% em comparação ao segundo trimestre de 2014, segundo os dados do órgão estatal.
No primeiro semestre, o PIB acumula queda de 2,1% e nos 12 meses fechados em junho passado, a queda chega 1,2%.
A forte freada da economia se deve principalmente a uma abrupta queda do investimento, da ordem de 8,1% em relação ao primeiro trimestre, e a uma baixa de 2,1% do consumo, enquanto o gasto público se expandiu 0,7%.
O governo brasileiro tomou uma série de medidas para corrigir o desequilíbrio nas contas públicas com que terminou em 2014, que incluíram corte de gastos, aumento dos impostos e restrição do acesso ao crédito.
Estas medidas, unidas ao aumento da inflação, a alta das taxas de juros e a perda de confiança diante do cenário econômico, afetaram nos últimos meses o investimento e o consumo.
Por setores, a indústria perdeu 4,3% em relação ao primeiro trimestre do ano, a agricultura 2,7% e os serviços 0,7%.
O PIB do Brasil subiu no ano passado 0,1%, frente à alta de 2,7% registrada em 2013 e o crescimento de 1% de 2012.

EFE

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.