O texto faz parte do Tratado da Liberdade Cristã, escrito em 1520

Entre a coleção de um estudioso da Renascença armazenada na Biblioteca Humanista de Sélestat, nordeste da França, foi encontrado um livro de Martinho Lutero com anotações escritas à mão.

Segundo James Hirstein, professor universitário de Estrasburgo – descobridor do manuscrito – trata-se da primeira edição do Tratado da Liberdade Cristã, obra escrita em latim em 1520.

Hirstein diz que o achado é um rascunho para impressão de uma segunda edição do texto. O tratado escrito por Lutero traz cinquenta anotações escritas em vermelhos e foi entregue à Beatus Rhenanus – o estudioso da Renascença – em 1521 por intermédio de um cânone de Augsburg, região ao sul da Alemanha.

Rhenanus e outros impressores anônimos ajudaram na impressão do texto, mas ao longo dos séculos e das reedições 15 notas de Martinho Lutero acabaram desaparecendo. “Ninguém sabia que eram suas”, disse o estudioso.

O pesquisador afirma que essas anotações encontradas “apontam sua forte relação individual com Deus”, e explica que Rhenanus era amigo de Erasmo de Rotterdam. Os pensamentos desse estudioso que viveu entre 1485 a 1547 eram influentes para a época e sempre foram favoráveis a uma reforma na Igreja, porém Beatus Rhenanus nunca quis abandonar o catolicismo. 

Com informações Estadão

Gospel Prime

Postar um comentário

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.