O Seu portal conservador de notícias, Evangelismo e Informação em defesa da fé Cristã

  • Últimas Notícias

    06 janeiro 2015

    EXCLUSIVO: O Contentamento cristão é o oposto da conquista terrena - Cezar S D S Scholze


    Muitos de vocês podem imaginar o que venho dizer através desta mensagem, porém eu trago esta mensagem, para o bem daqueles que não conseguem discernir este assunto haja visto que surgiram muitos falsos profetas que distorcem as escrituras e usam de má fé para obter riquezas terrenas as custas de um povo ignorante.

    Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição. (2 Pedro 3:16)

    Como sabemos, há um grande anseio por parte dos evangélicos nos dias de hoje, afim de que adquiram bens materiais e conquistas terrenas para seu conforto e estabilidade material. Pois como diz a palavra;

    Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. (Hebreus 10:38)

    Há uma grande diferença entre viver ''pela fé'' e viver ''da fé''! O viver pela fé, é um viver em contentamento e esperando na providência divina, porque DEUS sabe e conhece as nossas necessidades e então nos suprirá mediante as ''nossas necessidades'' e de acordo com a sua vontade.
    Já o viver da fé, é usar a fé para ganhar dinheiro e adquirir bens materiais através de vendas campanhas e invencionices usando o nome SANTO DO ALTÍSSIMO.
    Uma coisa que tenho pra mim a após analisar a vida dos apóstolos, é que tudo era espontâneo, eles davam de uma hora pra outra, eles se ajudavam por conta própria, não saiam pedindo e mendigando nada de ninguém, e hoje justamente pela igreja estar abastada de crentes avarentos não há essa caridade fraternal entre irmãos.
    Vivamos pela fé irmãos, porque usar o nome de DEUS para ganhar dinheiro é abominável aos olhos santos DO SENHOR pois DEUS conhece nossas necessidades para assim sacia-las mediante a sua vontade (super cheia de sabedoria para cada um de nós).

    Tenho observado um jargão muito usado nas igrejas nos tempos de hoje;

    ''Posso todas as coisas em CRISTO que me fortalece''

    Este versículo está sendo usado como jargão afim de que se conquiste alguma coisa terrena, e vou lhes dar um exemplo! Eu quero um carro, daí usam; ''Posso todas as coisas em CRISTO que me fortalece''. O homem usa essa palavra incansavelmente para dizer; ''Eu posso comprar o que eu quiser e conquistar o que eu quiser porque posso todas as coisas em CRISTO que me fortalece, mas será que esta palavra significa isso mesmo? Será que este jargão é usado com verdade neste contexto? Creio que não e vou lhes mostrar o porque!

    Antes deste versículo; ''Posso todas as coisas em CRISTO que me fortalece,'' está escrito algo muito importante que se encaixa no contexto desta palavra. Vamos conhecê-lo? Olha a diferença do contexto.

    Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
    Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
    Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. (Filipenses 4:11-13)

    Opa, algo mudou drasticamente o sentido usado pela igreja hoje! A partir deste texto, a partir daí, então conhecemos a maturidade espiritual e também o contentamento que esta maturidade espiritual nos proporciona.
    Porque os crentes hoje não usam ''Posso todas as coisas em CRISTO que me fortalece'' nos momentos de provação, de necessidades, de desertos? Irmãos entendam uma coisa, se CRISTO lhe permitir passar fome é porque ELE tem uma obra gloriosa em cima disso e digo que é bem-aventurado o homem que suporta a provação, porque ele anceia e se compraza em glorificar o nome de DEUS em qualquer circunstância. Paulo e todos os apóstolos inclusive CRISTO, passaram o que para a proclamação das boas novas? E hoje temos um monte de sepulcros caiados se alto proclamando cristãos mas que na verdade na maioria das vezes são piores que os ímpios em seus deleites carnais e terrenos!
    Quando é que vamos nos despertar e acordar para o que é realmente ser CRISTÃO? O crente de hoje não quer angustiar-se, não quer passar pelo deserto pois só querem conforto e sombra fresca! Essa geração caída e adultera ainda tem a cara de pal de querer achar que manda em DEUS em suas vontades profanas e egoístas! Esqueceram a parte do evangelho que diz; ''QUE SEJA FEITA SUA VONTADE SENHOR MEU''! Eu mesmo temo o dia em que eu for pregar em uma igreja grande, porque a chibata de CRISTO descerá sobre este povo de forma sobrenatural, ai sim conhecerão quem é DEUS verdadeiramente! 
    Você pastor que vai ler estes pequeno texto, o que você prefere, uma igreja cheia de pessoas vazias de CRISTO ou um só membro cheio DO ESPÍRITO SANTO? Tem igrejas que se pregar a verdade ela se esvaziará em uma velocidade luz, porque são acostumados com profanações, enganos e falcatruas mentirosas pregadas por falsos mestres! Reflitam nesta mensagem e deixem que ela penetre no seu coração irmão, pois quero o seu bem e o bem da igreja!
    ''Lembrem-se de que CRISTO não nos ensinou a conquistar mas sim a dividir e a nos contentarmos com o que temos''
    Com amor de seu irmão Cezar S D S Scholze

    O CORREIO DE DEUS

    Sobre

    Exclusivamente voltado para matérias informativas em questões apologéticas, notícias e estudos bíblicos, este site tem o objetivo de servir como ferramenta de evangelização bem como alerta e preparo à igreja cristã sobre os últimos eventos que antecedem a Volta Gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Termos de Uso

    Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Site "O Correio de Deus". Não é permitido a alteração do conteúdo original sem a devida notificação de alteração em cópia extraída deste site e muito menos a utilização para fins comerciais.
    Licença Creative Commons
    Este trabalho está licenciado com uma Licença