Antes de nos convertermos a CRISTO, viemos de uma natureza adâmica, ou seja, natureza pecadora, ímpia, que mediante aos manjares mundanos, eramos então homens, portadores de uma desobediência natural, a qual nos levava a pecar contra o DEUS ALTÍSSIMO. Pecávamos, sem se dar conta do tamanho grau de seriedade que isso significa, sem se dar conta de que o pecado se é gerado e concretizado quando desobedecemos a DEUS. E nisso o homem quando ímpio, não entende, no seu coração, ele simplesmente não prescruta a si mesmo, se tornando refém desse sistema pecaminoso que rege o mundo. 
O homem quando ''mundano'', reflete uma imagem de um ''escravo'', ele age como se fosse um vassalo das vontades terrenas, vontades estas fundadas por satanás, para que o homem vá ao grau máximo do sub-mundo.
Então quando o homem está no mundo, ele se encontra como um barco a deriva em meio ao oceano, esse barco quando está a deriva, nos reflete a imagem de um barco inerte mediante a imensidão que o prende em correntes indeterminadas. Ora, o homem quando está no seu estado de ímpio, caminha sob correntes indeterminadas, correntes estas de pecados que se acumulam dia após dia por costume natural como se fosse prazeroso. O pecado é como se fosse uma droga a qual leva o homem cada vez mais para o abismo, o pecado toma o homem, e faz com que o homem se torne dependente dele diariamente, sentindo a sensação de prazer quando se desobedece uma lei, um estatuto. Um exemplo é que no nosso país, há vários jovens de classe média alta que abandonam sua vida tranquila e confortável pelo mundo do crime. Porque? Há explicação para isso? Eu tenho uma explicação. Você pode achar uma mera explicação a que vou dar agora, mas se você for analisar o contexto ao qual estou me referindo, verá que faz todo o sentido. Estes jovens de classe média alta que saem de suas casas e se tornam amantes do crime, são pessoas que sentem prazer na desobediência, elas simplesmente sentem prazer em infligir as leis de ordem. Assim este prazer acaba se tornando crime. Tendo isso em vista, vemos que o pecado é a mesma coisa, o homem sentindo prazer em desobedecer uma lei de ordem, uma lei que o rege certamente e retamente para um caminho de luz. Quando o drogado chega ao auge do seu vício, ele fica alucinado mediante ao prazer e satisfação em estar praticando aquilo que o satisfaz. Ora, o pecado é a mesma coisa quando falamos  de um ímpio, ele já esta tão acostumado em pecar, que não consegue nem imaginar que exista santidade, ele se torna marionete do mal, do sistema mundano. 
Mas nem tudo está acabado, há uma solução para este problema e para este vício que assola a humanidade e a conduz para os lugares aonde contém trevas. JESUS CRISTO é o único antídoto contra o pecado. Não há outro antídoto ''fabricado pelos homens'' que possa livrar o homem do vício do pecado. A partir do momento em que o homem se converter dos seus maus caminhos, JESUS imediatamente faz uma limpeza espiritual o livrando da ''insanidade'' e das impurezas que o fazia pecar incessantemente sem se dar conta do mal que causa o pecado.  
A partir do momento que passamos a andar em CRISTO paramos de pecar? Infelizmente não, mas a partir do momento que andamos em Cristo, nós passamos ''a não sentir mais prazer naquele vício maldito, o qual nos alucinava e nos levava em trevas profundas'' e passamos cada vez mais a nos abster dele. Esse processo se chama santificação, podemos também observar, que esse processo só termina quando formos arrebatados e então recebido o corpo glorificado poderemos dizer; eu não peco mais e estou completamente limpo deste vício, o qual me dominava. 
Passando do estado ímpio para o estado ''cristão'' se é que assim posso chamar, nós recebemos a ''libertação'' e a proteção do antídoto, que é JESUS CRISTO. Oração, jejum, leitura diária da palavra, são elementos necessários que nos mantém em ''progresso'' no processo de limpeza. A fé é primordial para a transformação, e na transformação é que se da a conversão. O corpo deixa o seu estado degradante, o seu estado de trevas e passa a exalar o poder da luz que vem de CRISTO. A través dessa conversão, dessa libertação, nossos olhos se abrem e nós passamos a não ser mais reféns do mundo, mas sim libertos em JESUS CRISTO pelo PODER DO SANGUE DERRAMADO NA CRUZ DO CALVÁRIO. AMÉM!

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (2 Coríntios 5:17)

Cezar S D S Scholze

Postar um comentário

  1. Irmão, concordo com tudo isso, só li verdades!
    E é isso mesmo, o pecado no inicio parece algo inocente, como uma gatinho, mais que com o tempo vai crescendo sem que percebamos e vira um leão... A norma é te levar cada vez mais para o fundo, abismo mesmo... E você ama isso no final, você não consegue saber a dimensão da gravidade disso, creio que em parte por não ter conhecimento sobre Deus e sua natureza Santa... Como nascemos pecadores... E desde pequenos somos ensinados a gostar do que é mau, e o mundo como satanás gosta, profano misturado com o santo, tudo isso tem seu papel. O interessante é que satanás criou 1001 armadilhas, para nossas próprias concupiscência, da carne, principalmente dos olhos, etc... Isso faz você pensar que está no caminho certo, pois você se opôs a um outro [que também é mau]... E nada tão silencioso como o mundo do entretenimento... “ele já esta tão acostumado em pecar, que não consegue nem imaginar que exista santidade” Eu era assim, eu era “santa” aos olhos do mundo pois sempre fui caseira, não namoro... Mas minha mente era muito impura, eu vivia em um mundo de faz de conta [games/HQs] e para mim, essa coisa de “santidade” era loucura, impossível! É reconfortante que ninguém possa ler nossa mente, mesmo sabendo que Deus podia, é como se tivesse uma venda na minha alma para não entender o que isso significasse! Até que o Espírito Santo foi me convencendo do pecado... Que lindo <3 Depois na fase final, ó que dor, eu pude ver, claro como água, todos os meus pecados, e como isso era contra Deus, e o que Deus tinha feito por mim em Jesus, pá, um choque... Nunca mais volto atrás! Mesmo assim, nossa natureza nos puxa pras coisas desobedientes... Eu era pra estar dormindo agora, estou aqui escrevendo isso... É como aquele texto de Paulo em Romanos 7:14, e isso dói muito! Mas nossas fraquezas devem nos levar a Cristo! Onde há arrependimento, misericórdia e perdão!
    Abraços.

    ResponderExcluir

AVISO!

Desde já quero informar que todos serão responsabilizados pelos seus comentários!

Comentem mas com pudor e serenidade, pois só serão aceitos comentários que somam para o assunto caso contrário não serão publicados. Críticas são bem vindas desde que tenham coerência no que estão falando. E comentários de links e propagandas de outras páginas não serão publicados também. Temos uma visão conservadora e não desviaremos o foco do pensamento bíblico. Att; SITE O CORREIO DE DEUS

Grato pela atenção de todos.

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.